Antes de voltar à Libertadores, Grêmio mira ascensão no Brasileirão
capa

Antes de voltar à Libertadores, Grêmio mira ascensão no Brasileirão

Tricolor projeta vitória sobre o Santos como retomada definitiva na competição

Por
Rafael Peruzzo

Grêmio almeja se consolidar entre os líderes do Brasileirão

publicidade

Renato Portaluppi já deu o recado. O Grêmio pretende entrar o quanto antes no G4 do Campeonato Brasileiro, ou pelo menos no G6, o grupo dos times que vão à Libertadores da América do próximo ano. Os quatro primeiros se classificam de forma direta, enquanto o quinto e o sexto precisam passar pela pré-Libertadores. Se as duas vitórias consecutivas, contra Cruzeiro e Goiás, fizeram o Tricolor dar um salto na tabela, o duelo com o Santos, sábado, é primordial para confirmar a ascensão definitiva no campeonato. 

Trata-se de um confronto direto, já que o Peixe está entre os líderes e, além de figurar na zona da Libertadores, também briga pelo título. No primeiro turno, o Grêmio foi derrotado em Porto Alegre. Por isso, recuperar os pontos perdidos em casa é considerado fundamental: “É um jogo bastante difícil, contra um time que briga na ponta de cima na tabela, nós viemos de dois jogos bons com vitórias, espero que possamos dar sequência a esse momento”, destacou o zagueiro Paulo Miranda. 

O jogo com o Santos marca o início do returno para o Grêmio. E o time não quer repetir o que aconteceu nas cinco primeiras rodadas do campeonato, quando somou míseros dois pontos. Paulo Miranda minimizou o fato de ter que enfrentar o alçapão da Vila Belmiro, onde o Grêmio historicamente não costuma se dar bem. “A Vila não nos assusta, temos jogadores experientes, rodados, que já jogaram em muitos estádios”, comentou o defensor gremista. 

No treinamento realizado no CT Luiz Carvalho nessa quinta, o volante Maicon e o zagueiro Kannemann participaram normalmente do trabalho, indício de que podem ficar à disposição e reforçar o Grêmio no sábado. Maicon não atua desde a vitória sobre o Palmeiras na Libertadores e está recuperado de um problema na panturrilha. O argentino não jogou contra o Goiás por causa de um desconforto no tornozelo esquerdo. 

Depois de enfrentar o Santos na Vila Belmiro, o Grêmio recebe o Avaí na Arena e, posteriormente, encara o Fluminense no Rio de Janeiro. Essa é a última partida antes do primeiro jogo da semifinal da Libertadores diante do Flamengo, em 2 de outubro. “Não adianta ficar pensando no Flamengo, o grupo está focado para seguir a reação no Brasileiro, manter os bons resultados. O nosso foco agora é no sábado, contra o Santos”, acrescentou Paulo Miranda.

A exemplo do que ocorreu antes do jogo com o Goiás, no último domingo, Renato Portaluppi está tendo a semana cheia para preparar o time. “Isso é bom para acertar algumas coisas que muitas vezes não conseguimos fazer dentro de campo”, finalizou o zagueiro. 

O Grêmio treina à tarde no CT Luiz Carvalho.