Diretor de futebol do Grêmio pede critério ao VAR
capa

Diretor de futebol do Grêmio pede critério ao VAR

Após vitória sobre o Cruzeiro, Deco Nascimento disse que pênaltis não marcados para o Tricolor "não são coincidência"

Por
Correio do Povo

Dirigente reclamou de critérios da arbitragem nas marcações de pênaltis

publicidade

O diretor de futebol do Grêmio, Deco Nascimento, não poupou as críticas à arbitragem e ao VAR após a vitória do Tricolor sobre o Cruzeiro por 4 a 1, no Independência, na manhã de domingo. De acordo com ele, a equipe voltou a ser prejudicada, após um pênalti não marcado em lance de bola na mão dentro da área, após chute de Alisson.

O dirigente relembrou lances contra o Grêmio em que o VAR foi acionado. Citou o empate em 0 a 0 contra o Corinthians, na 4ª rodada, em que o Tricolor teve um pênalti marcado e, após consulta ao VAR, anulado. Segundo ele, lances parecidos, inclusive na vitória do Inter por 1 a 0 sobre o São Paulo, foram marcados pênaltis. "Não são coincidências. É contra o Grêmio", disparou.

Deco voltou a reclamar o pênalti não marcado contra o Athletico-PR, no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, na quarta-feira, na Arena da Baixada. Na ocasião, um pênalti a favor do Grêmio não foi marcado quando o confronto ainda estava empatado em 0 a 0. "Fomos eliminados com um pênalti sonegado. Tem que ter um critério único", prosseguiu.

Ainda de acordo com ele, o Tricolor deverá enviar uma reclamação formal a Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, por conta dos erros em sequência. "O Grêmio vai mandar um protesto. Desse jeito não dá mais", finalizou. 

Deco não foi o único a reclamar da arbitragem. Após a finalização dos jogos de domingo, o presidente Romildo Bolzan Jr. também se manifestou via Twitter. Em seu comentário, pediu critérios aos árbitros e lisura nas decisões.