Grêmio consultou especialista sobre caxumba, diz direção

Grêmio consultou especialista sobre caxumba, diz direção

Opção foi por não vacinar os jogadores antes da viagem para não perder atletas

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Geromel deve retornar aos treinamentos no próximo dia 2

publicidade

O Grêmio acredita que fez a opção correta ao não vacinar os seus jogadores antes da viagem para Quito, mesmo com três casos confirmados e com a possibilidade de novos surgirem, com foi o caso de Pedro Geromel. Após escutarem um especialista em infecções, a direção do Tricolor optou por aguardar o retorno a Porto Alegre, que ocorreu no dia 16. Mas as decisões contra o Juventude fizeram os dirigentes adiarem novamente a vacina.

“São coisas que não deveriam acontecer, mas aconteceu. O que podemos fazer? Tomamos todas as providências no caso da caxumba junto com o departamento médico. Consultamos um infectologista de renome internacional. Fizemos uma programação e, logicamente, não poderíamos tomar a vacina no Equador e deixamos para a volta. O especialista nos falou o período de incubação da caxumba. Poderíamos estar (infectado) e não ia adiantaria tomar naquele instante, já que poderia dar um efeito contrário e perdermos jogadores nas decisões que se avizinhavam”, afirmou César Pacheco.

Com o caso de Geromel, o Grêmio soma quatro jogadores com o problema infecioso. O zagueiro não poderá enfrentar o Juventude, na partida de volta da semifinal, no próximo domingo, o primeiro jogo contra o Rosário, pela Libertadores, no dia 27, na Arena, e o primeiro confronto de em uma possível final do estadual.

“Soubemos pelo infectologista que, em um grupo de 35 pessoas, 10% tem a possibilidade, mesmo tomando as vacinas, de ser infectadas. O departamento médico está acompanhando o caso. No começo do ano, fizemos todos os exames. Agora vamos tomar as vacinas e vamos correr o risco de poder ter um revés e perder um jogador”, alertou Pacheco.

O Grêmio volta aos treinamentos nesta sexta-feira, às 16h, no CT Luiz Carvalho. O trabalho de sábado ainda não tem local e horário confirmado. No domingo, o Tricolor recebe o Juventude, às 16h, na Arena. Para avançar para a final, os comandados de Roger Machado precisam vencer por três ou mais gols de diferença. No caso de um novo 2 a 0 para os donos da casa, a decisão será nas penalidades máximas.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895