"Não vou demonizar, mas vou dizer que não deve ser repetido", diz Romildo sobre briga
capa

"Não vou demonizar, mas vou dizer que não deve ser repetido", diz Romildo sobre briga

Presidente do Grêmio avalia que todos devem se arrepender, mas que questão precisa se encerrar na partida

Por
Correio do Povo

Presidente buscou apaziguar situação

publicidade

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr, procurou apaziguar logo os problemas que geraram a confusão nos minutos finais do Gre-Nal, nesta quinta-feira. "A confusão é do jogo, eu não vou demonizar, mas vou dizer que não deve ser repetido", frisou.

"Não vou fazer um cavalo de batalha, dou o assunto por encerrado. Ficar intrigando, criando situações que possa levar a ressentimento para o próximo jogo é equivocado", definiu o presidente. "Acabou, vai ficar na memória do futebol, uma memória triste, mas não pode transportar como a razão do jogo", avaliou Romildo.

O presidente destacou que a questão não pode gerar animosidades para os próximos clássicos. "Esse assunto não é bom para ficar batendo. Foi desastroso e inoportuno. Acho que já estão todos arrependidos do que aconteceu. É esse o sentimento que deve servir."