capa

"Obcecado por taças", Renato promete Grêmio com muita vontade de ganhar a Recopa Gaúcha

Técnico disse que time dará volta olímpica caso vença o Avenida no domingo

Por
Correio do Povo

Treinador disse que sempre pede ao grupo para entrar com vontade de vencer, não importa a competição

publicidade

O técnico Renato Portaluppi promete força e foco máximos para a partida do Grêmio contra o Avenida, válida pela final da Recopa Gaúcha e pela sexta rodada do campeonato estadual, no próximo domingo. "Eu sou obcecado por taças, já coloquei isso na cabeça dos meus jogadores. Onde tem taça, tem que buscar. É o que vamos fazer", garantiu o treinador em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira. O treinador admitiu que não será uma tarefa fácil, porque considerou que os times do interior sempre vem fortes, mas afirmou que são sabe como o adversário entrará em campo. "Eu sei que eles terão todo respeito, como qualquer outro adversário nosso tem. E domingo faremos o mesmo, mas vamos jogar para ganhar", advertiu. 

O ex-camisa 7 do Tricolor admitiu que muita gente menospreza o torneio e que, apesar de respeitar esse pensamento, haverá comemoração especial caso vença o título da competição. "Eu já pedi para o meu grupo. Onde tem taça, tem volta olímpica. É a Recopa Gaúcha, então muita gente pensa assim 'ah, mas vai dar volta olímpica?'. Vamos sim", afirmou, destacando que, antes disso, o time tem que fazer o seu papel ganhar. "Eu faço uma leve pergunta. E se for ao contrário, se o Grêmio não ganhar essa taça? Aí tem um milhão de pessoas que vão falar mal, críticas vão vir de todos os lados", ponderou.

O comandante ressaltou que um título no começo de temporada pode servir como motivador para o restante do ano e admitiu gostar muito de vencer. "Sou obcecado em termos de buscar taças e meu grupo também pensa assim. Desde que cheguei, converso muito com eles e coloco na cabeça deles que precisam querer ganhar. Acho que eles entenderam bem esse recado", brincou, se referindo às quatro competições que o clube venceu nos últimos dois anos e meio.

Renato também disse que seu plantel nunca estará fechado. "Vai estar sempre aberto para grandes jogadores desde que o clube possa contratá-los", afirmou, frisando que a prioridade do clube é contratar o atacante Diego Tardelli. Depois, a busca mais necessária é por um zagueiro. Por conta disso, o treinador comentou que o clube recentemente promoveu Rodrigues, da base, para o profissional. "O Thyere foi para o Sport e temos problemas, entre aspas, de convocação do Kannemann, e não sei até que ponto do Geromel, então precisávamos trazer um outro para a posição. Além disso, são várias competições, e sempre tem problemas de lesões, cartões", continuou.

O técnico admitiu que sempre buscar inovar no estilo de jogo e que essa pode ser uma das estretégias para levantar mais taças em 2019. "A gente procura treinar bastante, fazer algo diferente para o adversário não conhecer tão bem a equipe. Mas também tem o ditado que tudo que está dando certo não se muda. O Grêmio tem sido elogiado nos últimos anos como uma das melhores equipes do futebol brasileiro, que não só joga bonito e também ganha títulos. Você mudar alguma coisa ou não vai muito em cima das características de um ou outro jogador que chega no grupo", explicou.