Renato vê "falta de tranquilidade" do Grêmio na hora de finalizar

Renato vê "falta de tranquilidade" do Grêmio na hora de finalizar

Tricolor criou as melhores chances contra o Ypiranga, em Eldorado do Sul, mas parou no goleiro Deivity

Por
Correio do Povo

Grêmio empatou com o Ypiranga no CT Hélio Dourado


publicidade

Mesmo criando as melhores oportunidades, o Grêmio esbarrou na boa atuação do goleiro do Ypiranga, Deivity, e ficou no empate por 1 a 1 em Eldorado Sul. Para o técnico do Tricolor, Renato Portaluppi, o resultado passou pela "falta de tranquilidade" dos seus jogadores na hora de finalizar. 

"Ypiranga veio pra se defender e se defendeu muito bem. Criamos bastantes situações, mesmo com o adversário bem postado, mas não tivemos a tranquilidade necessária pra gente fazer o gol. Acho que a gente merecia ter vencido a partida, por tudo que criou, não foi uma apresentação ótima, mas criamos bastante", afirmou, em entrevista coletiva após a partida deste domingo. 

Renato também cobrou uma falta de atenção do Tricolor na hora do gol de Muriel, do Ypiranga, um chute de fora área em que o atleta esteve com bastante liberdade. 

"Uma das coisas que mais cobro da minha equipe é justamente isso, evitar ao máximo o chute do adversário próximo ao nosso gol. Tomamos um gol em uma jogada que cobro bastante deles, faltou atenção e tranquilidade no último passe", disse. 

Grêmio deverá ter mudanças na próxima quarta-feira

Segundo o técnico tricolor, a falta de ritmo dos atletas é absolutamente normal e será preciso alguns dias para os jogadores voltarem ao ritmo habitual. Por isso, na próxima rodada, contra o Novo Hamburgo, às 21h30min, na quarta-feira, o Grêmio deverá aparecer com alterações.

"Devemos ter algumas modificações na equipe da próxima quarta-feira, para dar ritmo de jogo e até pelo desgaste, para pouparmos um ou outro jogador e eu observar os garotos", adiantou. 

Sobre a partida ter sido sediada em Eldorado do Sul, no CT Hélio Dourado, o técnico Renato Portaluppi elogiou as condições do gramado, mas afirmou que espera "bom senso" do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, e que a Arena do Grêmio seja liberada. 


"O CT Hélio Dourado é muito bom, o gramado é muito bom, mas não podemos pensar em seguir jogando aqui no momento que temos nossa Arena. Acredito que mais cedo ou mais tarde, a Arena e até o próprio Beira-Rio serão liberados. Penso que nessa próxima semana poderemos ter esta notícia. Na Arena, onde os jogadores já estão acostumados, é muito melhor. Com os protocolos, segurança total, não vejo porquê o prefeito não liberar a Dupla Gre-Nal de utilizar seus estádios (...) esperamos que o prefeito tenha bom senso e libere para jogarmos a semi-final e a final do segundo turno em nossas casas", reiterou.