Retorno a rotina no clube é benéfico a saúde mental dos atletas, avalia diretor-médico do Grêmio
capa

Retorno a rotina no clube é benéfico a saúde mental dos atletas, avalia diretor-médico do Grêmio

Com protocolo de segurança e sem data para retorno das competições, jogadores reiniciaram os trabalhos no CT Luiz Carvalho nesta terça-feira

Por
Correio do Povo

Os treinos, conforme protocolo estabelecido pelo Grêmio, neste primeiro momento, serão feitos de forma separada


publicidade

Em entrevista ao programa "Repórter Esportivo", da Rádio Guaíba, nesta terça-feira, o diretor-médico do Grêmio, Ciro Simoni, explicou os cuidados tomados pelo clube para que os atletas possam retornar aos treinamentos. Segundo o médico, cumprindo as medidas de prevenção, a volta dos jogadores a rotina no clube é benéfica para os atletas.

"Estamos reaproximando os atletas do clube, permitindo que eles façam seus exercícios físicos, recuperem sua condição física. O jogador de futebol vive disso, ele é um profissional da área, não fazendo isso, a saúde física e mental é afetada", explicou. 

Nesta terça-feira, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, disse achar difícil que o futebol retorne neste momento no Estado. De acordo com o médico Ciro Simoni, o Grêmio está atento as orientações estaduais, mas não realiza os treinamentos pensando somente nisso.

"Mesmo que as competições não voltem, até porque não temos ideia de datas e não sabemos grandes informações, estamos cuidando dos nossos atletas e da saúde deles. Do ponto de vista clínico, estamos testando os jogadores e isso irá fazer muito bem a todos os atletas, pois estarão próximos a sua rotina, com cuidado, com todo um planejamento, a partir dos exames médicos e clínicos", relatou. 


Os treinos, conforme protocolo estabelecido pelo Grêmio, neste primeiro momento, serão feitos de forma separada. "Estamos organizando todos em pequenos grupos, hoje, testamos uma parte do elenco para Covid-19, amanhã de manhã testaremos outros, tudo isso para que não ocorra aglomeração", ressaltou. "Temos testes para agora, e também para fazermos mais para frente", finalizou.