Técnico do Del Valle critica jogo de volta com o Grêmio no Brasil: "Foco da Covid-19"

Técnico do Del Valle critica jogo de volta com o Grêmio no Brasil: "Foco da Covid-19"

Primeira partida precisou ser disputada no Paraguai por determinação do governo equatoriano

Correio do Povo

Del Valle venceu por 2 a 1 e está em vantagem

publicidade

Cumprindo quarentena no Paraguai e treinando no Centro de Treinamento da Conmebol, o Independiente Del Valle faz sua preparação para o jogo de volta contra o Grêmio pela terceira fase da Libertadores. Por determinação do governo do Equador e pelos casos de Covid-19 no Tricolor, a partida de ida precisou ser disputada fora do território equatoriano, o que foi uma "injustiça", na avaliação do técnico Renato Paiva. O comandante ainda questiona a entidade por promover o segundo jogo no Brasil, considerado o "foco da Covid-19". 

"Nos colocam para jogar com um time com casos de Covid-19 e agora nós que temos de ir ao país que é foco do contágio. Nos tiraram o mando de campo e os jogadores sentiram muito. Vejo isso como uma insutiça", disse em contato com a rádio Mundo Deportivo nesta segunda-feira. "Estão fazendo tudo para que o Grêmio possa passar de fase", acrescentou. 

A vantagem obtida na partida de ida - 2 a 1 - deixa o Independiente Del Valle em boa condição para se classificar na quarta-feira, às 19h15, na Arena. Para isso, precisa vencer, empatar, ou perder por só um gol de diferença a partir do 3 a 2. Em caso de derrota por dois gols de diferença, ou 1 a 0, o Tricolor é quem passa. Em novo 2 a 1, a vaga na fase de grupos será decidida nas penalidades. 

Veja Também

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895