Com time misto, líder Inter encara o Goiás fora de casa

Com time misto, líder Inter encara o Goiás fora de casa

Começando a dividir atenções com a Libertadores, Colorado de Eduardo Coudet coloca "todo mundo para jogar" neste domingo

Por
Fabricio Falkowski

Time misto do Inter deve ser reforçado por Victor Cuesta, suspenso na Libertadores


publicidade

O Inter voltou a vencer, consolidou a liderança no Campeonato Brasileiro, com três pontos de vantagem, e agora prepara-se para o maior desafio da temporada: conciliar sua privilegiada situação na competição nacional com a Libertadores, que volta a ser disputada pelos colorados na próxima quarta, no Beira-Rio, contra o América de Cali. Por isso, tudo indica que Eduardo Coudet escalará uma equipe mista contra o Goiás, neste domingo, no estádio da Serrinha, às 18h.

CORREIO DO POVO TRANSMITE A PARTIDA MINUTO A MINUTO A PARTIR DAS 18h

A ideia é “todo mundo jogar”, como disseram o técnico Eduardo Coudet e o presidente Marcelo Medeiros após a vitória sobre o Ceará, na última quinta-feira, por 2 a 0, que acabou com um jejum de duas rodadas. “O Brasileirão é uma competição muito longa. E sabemos que há equipe com grupos mais números e mais experientes que o nosso. Por isso, vamos tratar de analisar um jogo de cada vez, como temos feito até agora. Posso afirmar, porém, que o Inter terá um time competitivo contra o Goiás”, enfatizou o técnico. 

Segundo ele, o time colorado “brigará por todos os títulos”, embora tenha deixado claro o plano de revezar as peças no time titular. “Temos de competir em todas as competições e ver o tempo que conseguimos sustentar isso. Por isso, tentamos manter todos os jogadores prontos. Vamos ver quem poderemos utilizar a cada jogo”, afirmou.

Eduardo Coudet conta com alguns reforços importantes, começando pelos quatro jogadores expulsos no Gre-Nal disputado na Arena, em março. Edenilson, Victor Cuesta, Praxedes e Moisés devem cumprir suspensão na Libertadores. Por isso, devem enfrentar o Goiás. 

Além disso, o técnico precisa dar ritmo aos novos contratados. Abel Hernández entrou no segundo tempo contra o Ceará, jogando mais minutos que na rodada anterior. A tendência é que seja aproveitado mais uma vez em Goiânia, adquirindo ritmo de jogo para a Libertadores. Leandro Fernández, por sua vez, já tem condição legal de jogo, mas não ficou sequer no banco de reservas na quinta. Contra o Goiás, a tendência é que viaje e fique à disposição. 

A necessidade de continuar vencendo permanece, pois a reação dos principais adversários colorados é evidente. O Flamengo, principalmente, venceu seus últimos quatro compromissos. Já o Palmeiras ainda não perdeu na competição. Por isso, a política do vestiário colorado continua sendo a dos “pés no chão”, como ficou evidente após a vitória sobre o Ceará. “Estamos pensando jogo a jogo. E o próximo é o Goiás. Sabemos que a liderança depende de nós, mas é uma competição de 38 rodadas. Podemos tropeçar. Mas o trabalho é bem feito. Temos condições de lutar”, resumiu o presidente Marcelo Medeiros. 

O Goiás, por sua vez, está no outro extremo. Com apenas uma vitória, é o lanterna. O time conta com o experiente centroavante Rafael Moura, ex-Inter.

Brasileirão - 10ª rodada

Goiás 

Tadeu; Edilson, David, Fabio Sanches e Jefferson; Breno, Gilberto, Vinicius e Daniel Bessa; Mike e Rafael Moura. Técnico: Thiago Larghi

Inter 

Marcelo Lomba; Rodinei, Moledo, Cuesta e Moisés; Musto, Edenílson, Praxedes e Boschilia (Patrick); Marcos Guilherme e Abel Hernández. Técnico: Eduardo Coudet

Arbitragem: Flavio Rodrigues de Souza

Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)


Data e hora: 13/09, às 18h