Desfalcado, Inter encara o Botafogo visando manutenção da liderança

Desfalcado, Inter encara o Botafogo visando manutenção da liderança

Colorado quer voltar a "mandar no jogo" no confronto deste sábado no Rio de Janeiro pelo Brasileirão

Fabricio Falkowski

publicidade

Eduardo Coudet é um perfeccionista. O Inter venceu o Atlético Mineiro na rodada passada e chegou à liderança do Campeonato Brasileiro, mas o técnico encontrou defeitos na equipe, que abriu mão da posse de bola e do protagonismo, deixando o adversário jogar mais. Acima de tudo, a postura do time não agradou.

Por isso, Coudet gastou boa parte dos treinos da semana para corrigir essas falhas. Ele quer o time colorado ditando o ritmo contra o Botafogo, neste sábado, mesmo jogando no Engenhão, no Rio de Janeiro. “O Inter está fazendo o trabalho certo, procurando evoluir no dia a dia. Por isso, está fazendo bons jogos. O Campeonato Brasileiro é muito igual, ainda mais depois da pandemia. Quem tiver regularidade, tem grandes chances de ser campeão”, afirmou o meia Edenilson. “Sabemos que ficamos pouco tempo com a bola e o professor (Coudet) trabalhou bastante para corrigir isso, principalmente usando como exemplo essa última partida”, arrematou.

Coudet, além de melhorar a postura da equipe, moldando-a ao seu conceito de futebol, precisa encontrar alternativas para o setor ofensivo. As opções, que já eram escassas, foram reduzidas ainda mais com a lesão de Yuri Alberto, que fica fora por seis semanas, e a Covid-19 de João Peglow. Thiago Galhardo e Marcos Guilherme começam como titulares, até por serem as únicas opções. 

O problema é que quase não há alternativas no banco de reservas. Em tese, Sarrafiore, que nem é atacante, apesar de já ter sido usado no setor pelo próprio Coudet, é a única alternativa. O restante da equipe deve ser a mesma que começou contra o Atlético. “Estamos na liderança, e isso sempre chama um pouco de atenção. Somos o time a ser batido e temos que estar preparados para isso”, resumiu o zagueiro Victor Cuesta, que assumiu a braçadeira de capitão.

O Inter lidera o Brasileiro, mas já perdeu na competição. O Botafogo, apesar de ocupar o 11º lugar, ainda está invicto. O time de Paulo Autuori faz uma campanha modesta mas segura, considerando as possibilidades do clube. O atacante Kalou ganhou condição legal e pode reforçar a equipe, começando no banco.

Campeonato Brasileiro - 6ª rodada

Botafogo: Gatito Fernandez, Marcelo, Kanu e Rafael Foster; Kevin, Caio Alexandre, Honda, Bruno Nazário e Guilherme Santos (Danilo Barcelos); Luis Henrique e Pedro Raul (Matheus Babi). Técnico: Paulo Autuori 

Internacional: Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Boschilia e Patrick; Marcos Guilherme e Thiago Galhardo. Técnico: Eduardo Coudet

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 17h


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895