Inter recebe o Tolima por vaga na fase de grupos da Libertadores
capa

Inter recebe o Tolima por vaga na fase de grupos da Libertadores

Colorado precisa vencer para avançar sem necessidade de pênaltis

Por
Fabricio Falkowksi

Coudet comandou treino fechado nessa terça

publicidade

Apenas seis semanas após o início oficial da temporada, o Inter viverá mais uma decisão no Beira-Rio. Depois de empatar sem gols em Ibagué, na semana passada, o time colorado recebe o Deportes Tolima em casa pela pré-Libertadores, na noite desta quarta-feira, às 21h30min, em partida que vale uma vaga na fase de grupo da Libertadores da América.

A vitória serve ao Inter, mas qualquer empate com gols dá a vaga na fase de grupos do torneio para os colombianos. Um novo 0 a 0 leva a decisão para a cobrança de pênaltis. Por isso, a equipe de Eduardo Coudet tem como primeiro desafio não sofrer gols. “A gente não pode tomar gols. Temos que ter concentração”, resumiu Marcelo Lomba, em entrevista ontem à tarde.

ACOMPANHE A PARTIDA MINUTO A MINUTO ÀS 21h30min

Experiente, o goleiro lembrou que o Tolima ofereceu grandes dificuldades ao Inter no primeiro jogo. Segundo ele, trata-se de uma equipe de muita força física, que gosta de atacar pelos lados do campo e de chutar de média distância. “A Libertadores é o maior torneio da América do Sul e um dos grandes objetivos do clube. Queremos disputá-la mais uma vez, mas tudo passa por amanhã (hoje). Decidimos em casa, mas usarei as mesmas palavras que disse lá: o Tolima nos impôs muitas dificuldades e fez um jogo muito duro contra a gente. O Inter buscará a vitória, mas precisa ter atenção. São 90 minutos que decidem a nossa entrada em um torneio muito importante. Não é por estar em casa que as coisas vão ser fáceis”, continua o goleiro, cuja responsabilidade crescerá muito em caso de decisão em pênaltis.

A formação colorada está praticamente definida. Os treinos mais importantes da semana foram fechados, mas é remota a chance de o técnico alterar alguma coisa mais importante da equipe em um momento tão decisivo. Pelo contrário. Nos últimos dias, Coudet retomou alguns trabalhos feitos na pré-temporada para tentar azeitar o esquema que ele propôs ao time e que ainda não está completamente assimilado pelos jogadores.

A boa novidade é que Moisés treinou mais uma vez ontem e deve ficar à disposição para estar na lateral esquerda. D’Alessandro começa no setor ofensivo, ao lado de Paolo Guerrero.

Confiança no centroavante

Paolo Guerrero marcou apenas uma vez em 2020. A sua importância para o grupo colorado, entretanto, segue intacta, segundo relatam os próprios jogadores. “A gente sempre espera do Guerrero que ele decida os jogos para a gente. Ele é um craque internacional. No momento certo, na hora certa, ele vai aparecer. Ele é importante não só por fazer gols, mas por ajudar a criar e se movimentar. Não é à toa que ele assumiu um papel de liderança. Ele é experiente, capitão da seleção do Peru. Vai continuar nos ajudando”, disse Lomba.

Após o empate sem gols em Ibagué, Eduardo Coudet admitiu que o setor ofensivo ainda não tem o rendimento esperado. Por isso, nos últimos dias, ele trabalhou para dar, além de posse de bola, maior capacidade de criação de chances de gol ao time.

3ª fase prévia da Libertadores

Inter

Marcelo Lomba; Rodinei, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Moisés; Musto, R. Lindoso, Edenilson e Boschilia; D’Alessandro e Paolo Guerrero. Técnico: Eduardo Coudet

Tolima

Alvaro Montero; Castrillón, José Moya, Julián Quiñónes e D. Banguero; Carlos Robles, Yeison Gordillo, J. Campaz e Albornoz; Estupiñán e Rodríguez. Técnico: Hernán Torres

Arbitragem: Guillermo Guerrero (EQU)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 26/02, às 21h30min