Inter trabalha com mobilização total para tentar quebrar jejum em Gre-Nais

Inter trabalha com mobilização total para tentar quebrar jejum em Gre-Nais

Sem vencer há dez clássicos, colorado ganha importantes reforços e terá força máxima no meio de campo

Correio do Povo

Inter espera contar com meio campo titular para o Gre-Nal deste sábado

publicidade

O Inter mobilizou-se para vencer o Gre-Nal, neste sábado, às 17h. Os dirigentes aproximaram-se do vestiário e ampararam Eduardo Coudet. O grupo de jogadores, machucado pela série de maus resultados em clássicos, quer buscar a reversão, conquistar os três pontos para subir na tabela do Brasileirão e dar um ponto final na série de dez jogos contra o rival sem vitória. “Queremos vencer e acabar com isso. Não tem mais ninguém mais incomodado com isso do que a gente”, assegura Thiago Galhardo.

A torcida, contudo, segue desconfiada e nesta sexta, inclusive, fez um protesto na frente do CT Parque Gigante, onde os jogadores colorados treinavam. Apesar da boa colocação na classificação (é vice-líder), está claro que o Inter precisa de um bom resultado no clássico para recuperar a tranquilidade perdida nas últimas semanas. A boa notícia é que Coudet recuperou o grupo.

Veja Também

Com exceção de Guerrero e Saravia, que não voltam este ano, quase todos os jogadores estão à disposição. O desfalque mais importante é Moisés, que teve exame positivo para Covid-19 confirmado ontem – Rodinei segue fora pelo mesmo motivo. O meio-campo, por sua vez, está recomposto com Lindoso, Edenilson, Boschilia e Patrick. O ataque terá Galhardo e Abel Hernández. Na defesa, Moledo, de grande atuação contra o América de Cali, terça-feira, deve ser confirmado para jogar ao lado de Cuesta.

Edenilson é um reforço importante para o Inter, mas pode fazer do clássico um de seus últimos jogos no clube. Ele, que é o último jogador do Inter que marcou gol em Gre-Nais, está negociando a sua transferência para o Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Apesar dos protestos de Coudet, que queria continuar com o volante, o Inter precisa de dinheiro. “É um grande jogador, que nos ajuda muito. Ficou fora de alguns jogos de fora por causa da suspensão e fez falta, mas vamos ver como o Chacho vai montar o time”, resume Galhardo.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895