Preparador físico elogia D'Ale e projeta segundo semestre difícil para o Inter
capa

Preparador físico elogia D'Ale e projeta segundo semestre difícil para o Inter

Cristiano Nunes afirmou que mantém alerta para a condição física de todos os atletas

Por
Correio do Povo

D'Alessandro foi elogiado por Cristiano Nunes pela dedicação e cuidado com o físico

publicidade

O preparador físico do Inter, Cristiano Nunes, começou a projetar a parada para a Copa América, período que o clube utilizará para aprimorar a preparação para a sequência da Libertadores, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro. Além disso, Nunes teceu elogios a D'Alessandro, que mesmo com 38 anos, tem suportado bem os inúmeros jogos do Colorado no primeiro semestre. "O D'Alessandro tem boa rotina de trabalho. É muito profissional e se cuida muito. Isso tem o ajudado a correr com os mais jovens e a nos liderar dentro de campo", disse em entrevista à Rádio Guaíba após a vitória sobre o Cruzeiro. 

Nunes afirmou ainda que não há um atleta em específico que precisa de cuidado especial para uma possível lesão. "O sinal de alerta está ligado em todos. Existe um controle muito grande e avaliações diárias, que vão além do CK (exame de sangue). Temos o controle de peso, a termografia, em que tiramos foto do músculo para ver a sua temperatura, entre outros. Por exemplo, tivemos que poupar o Paolo Guerrero contra o River por causa de dores no tornozelo esquerdo e dores articulares e uma alta quantidade de CK. Esse controle acontece com todo mundo e aí você tira determinado jogador de uma atividade ou jogo para que depois ele possa dar a resposa necessária", explicou. 

Conforme Nunes, o segundo semestre do Inter será ainda mais complicado, justamente pelo conjunto de jogos eliminatórios que devem entrar na agenda do time. "As competições eliminatórias têm uma pequena margem de erro. A ideia é ter o grupo com todas as condições porque vai acontecer uma alta rotatividade, então você precisa ter o grupo todo à disposição, com atletas mais fortes, mais velozes. Complementos físicos serão importantes, mas as atividades terão uma conotação muito mais técnica, com estabelecimento de alguns parâmetros", argumentou.