Pressionado e abalado emocionalmente, Inter pode ter mudanças no futebol

Pressionado e abalado emocionalmente, Inter pode ter mudanças no futebol

Resultado negativo diante do Flamengo pelo Brasileirão pode resultar em saída de João Patrício Herrmann

Correio do Povo / Rádio Guaíba

João Patricio Herrmann pode deixar o Inter em caso de novo revés

publicidade

* Com informações do repórter Cristiano Silva

O Inter enfrenta problemas sérios após mais um resultado ruim no Brasileirão. Com um time abalado emocionalmente, o clube pode ter mudanças no departamento de futebol caso volte a apresentar problemas diante do Flamengo, no fim de semana. 

Após o empate em 0 a 0 diante do Cuiabá, no sábado, o clima nos bastidores foi difícil. A coletiva do técnico Diego Aguirre demorou quase uma hora para começar e, após a entrevista, o preparador físico Paulo Paixão pediu a palavra no vestiário e foi um dos que tentou remobilizar o elenco. 

Antes, o Inter chegou ao Beira-Rio pressionado. Com protestos ao longo da semana, o ônibus do clube deixou o hotel sob palavras de ordem de um grupo de torcedores. A Brigada Militar precisou usar balas de borracha para dispersar uma confusão no local.

João Patrício Herrmann é um dos ameaçados. Contestado pela torcida, pode deixar o cargo de vice de futebol com novo revés. Nem mesmo a saída de Aguirre está completamente descartada. O treinador, que assumiu no lugar de Miguel Ángel Ramírez e venceu apenas contra a Chapecoense e Juventude, também está ameaçado.

Pressionado, o Inter enfrenta o Flamengo no domingo, às 18h15min. A partida, válida pela 15ª rodada do Brasileirão, acontece no Maracanã.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895