Izabela Rodrigues fica sem medalha no lançamento do disco em Tóquio

Izabela Rodrigues fica sem medalha no lançamento do disco em Tóquio

Primeira brasileira a estar em uma final da modalidade ficou em 11º lugar

R7

A primeira brasileira a estar em uma final no lançamento do disco, Izabela Rodrigues, ficou em 11º lugar nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021

publicidade

Primeira mulher brasileira finalista do lançamento do disco nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Izabela Rodrigues da Silva, que completa 26 anos nesta segunda-feira (2), não conseguiu ficar entre as oito melhores nas primeiras execuções e ficou de fora da briga por medalha. A atleta acabou na 11ª posição.

As competidoras tiveram três tentativas. Depois dessa etapa, as oito melhores foram para a segunda etapa da final, com mais três lançamentos cada uma.

Na primeira tentativa, Izabela alcançou 60m39, ficando na 9ª posição. No segundo lançamento, ela queimou e caiu para o 10º lugar. Na ocasião, a prova acabou interrompida pela forte chuva que caía na capital japonesa.

No retorno da competição, a brasileira precisava melhorar sua marca com um lançamento de 61m80 para seguir na disputa. Marcou 59m56, ficando na 11º e se despediu da prova.

A medalha de ouro ficou com a norte-americana Valerie Allman, com 68m98, seguida pela alemã Kristin Pudenz (66m86) e a cubana Yaime Perez (65m72).

Sandra Perkovic, da Croácia (65m01), Liliana Ca (63m93), de Portugal, Kamalpreet Kaur (63m70), da Índia completaram, respectivamente, a lista das oito melhores lançadoras de disco em Tóquio 2020.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895