Thiago Braz conquista a medalha de bronze no salto com vara em Tóquio
patrocinado por

Thiago Braz conquista a medalha de bronze no salto com vara em Tóquio

Campeão na Rio-2016, brasileiro superou ciclo irregular, saltou para 5,87m e garantiu o terceiro lugar nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Correio do Povo / R7

Brasileiro foi campeão da prova na Rio 2016

publicidade

Após dois pódios na madrugada, o Brasil conquistou mais uma medalha na manhã desta terça-feira, no Estádio Olímpico de Tóquio. Campeão na Rio-2016, Thiago Braz superou um ciclo irregular nos últimos anos, saltou para 5,87m e garantiu a medalha de bronze nas Olimpíadas. O ouro ficou com o sueco Armand Duplantis, de 21 anos, que passou por 6,02m, e a prata com Christopher Nilsen, que superou os 5,92m. 

Com o resultado, o país ocupa a 18° colocação e soma 13 medalhas - 3 ouros, 3 pratas e 7 bronzes. Há seis dias do final, o somatório está próximo do melhor resultado do país, os 19 pódios no Rio de Janeiro.

Thiago supera Lavillenie de novo

Thiago começou bem e acertou, em seu salto inicial, os 5,50 m. Na sequência, tentou 5,70 m e chegou a passar na primeira tentativa, porém, um toque acabou derrubando o sarrafo. Na segunda tentativa, ultrapassou a barra. 

Para 5,80 m, o brasileiro falhou na primeira tentativa. Na segunda, foi bem e se credenciou para saltar os 5,87 m, que acertou de primeira. Na tentativa para 5,92 m, de 14 competidores restavam apenas Christopher Nilsen (EUA), Thiago Braz (BRA), Renaud Lavillenie (FRA) e Armand Duplantis (SUE), o atual recordista mundial. Na primeira execução, o brasileiro falhou e o sueco, favorito ao título, passou no primeiro salto com folga.

Thiago foi para a segunda tentativa, mas derrubou a barra. Na sequência, o francês Renaud Lavillenie desperdiçou sua terceira tentativa e o brasileiro garantiu o bronze. Na terceira execução, Braz falhou, mas ficou com a medalha, sua segunda em dois Jogos Olímpicos.

Final do arremeso de peso

O Brasil também teve bons resultados nas provas de 110m com barreiras e no arremesso de peso. No arremeso, Darlan Romani garantiu vaga na final ao lançar para 21,31m. O catarinense de 30 anos, atual campeão pan-americano e quarto colocado na prova no Mundial de 2019, ficou em quinto lugar nos Jogos Rio-2019.

A final do arremesso de peso está programada para a manhã de quinta-feira no Estádio Olímpico de Tóquio

Nas provas de velocidade, Rafael Pereira fez 13.64s, ficou em terceiro na sua bateria e avançou diretamente para a semifinal. Com 13.55s, Gabriel Constantino ficou em quinto na sua prova, mas avançou pelo tempo para as semis. Eduardo Rodrigues, ao contrário, foi eliminado com 13.78s. 

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895