Real supera Atlético nos pênaltis e vence Supercopa da Espanha
capa

Real supera Atlético nos pênaltis e vence Supercopa da Espanha

Merengues chegaram ao 11º título após falhas nas cobranças dos rivais

Por
AFP

Festa merengue em Madri

publicidade

O Real Madrid conquistou neste domingo a Supercopa da Espanha pela 11ª vez em sua história ao vencer nos pênaltis (4-1) o Atlético de Madrid na final disputada em Jidá, na Arábia Saudita, após uma partida que terminou sem gol no tempo regulamentar e prorrogação. Sergio Ramos foi o autor do quarto e decisivo pênalti dos merengues, após Dani Carvajal, Rodrygo e Luka Modric também converterem suas cobranças, enquanto Saúl Ñiguez e Álvaro Morata desperdiçaram chutes para o Atlético.

O Real se vingou assim da derrota para o rival madrilenho na final de 2014 e conquistou a primeira Supercopa da Espanha disputada em formato de "final four". Os comandados de Zinedine Zidane terminaram a partida com 10 jogadores em campo, após a expulsão no início do segundo tempo da prorrogação do uruguaio Federico Valverde, que recebeu cartão vermelho direto por derrubar propositalmente na entrada da área com um carrinho por trás o atacante do Atlético Álvaro Morata, que escapava sozinho em direção ao gol do goleiro Thibaut Courtois.

Com um jogador a mais em campo, o Atlético se lançou ao ataque nos minutos finais da prorrogação em busca da vitória e criou ótimas chances, mas esbarrou na grande atuação de Courtois, enquanto o Real, já com Rodrygo e Vinicius Junior em campo, apostava na velocidade para tentar contra-atacar. No fim, nenhum dos dois clubes da capital espanhola conseguiu balançar as redes do adversário e o título da Supercopa precisou ser decidido nos pênaltis, nos quais o Real mostrou mais equilíbrio emocional e levou a melhor, com direito a bela cobrança no ângulo de Rodrygo.