Ronaldo recebe homenagem da CBF antes da despedida
patrocinado por

Ronaldo recebe homenagem da CBF antes da despedida

Como lembrança, atacante recebeu um relógio avaliado em R$ 200 mil

AE

Ronaldo recebe homenagem da CBF antes da despedida

publicidade

Ronaldo recebeu na tarde desta segunda-feira uma homenagem do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, pelos serviços prestados à Seleção Brasileira ao longo da carreira. Na noite desta terça, acontece a despedida oficial do atacante, que disputará parte do amistoso contra a Romênia, no Pacaembu, em São Paulo.

Ao chegar ao evento no Hotel Caesar Park, onde a Seleção está concentrada, em Guarulhos (SP), Ronaldo falou rapidamente com os jornalistas. Perguntado sobre o que o torcedor poderia esperar dele no amistoso, o já aposentado atacante respondeu: "Tem que ver o que se pode esperar dos jogadores, eu já fiz a minha parte. É minha despedida".

Como lembrança, Ronaldo recebeu um relógio personalizado de uma das patrocinadoras da CBF, Parmigiani, avaliado em R$ 200 mil. E ouviu inúmeros elogios no discurso de Ricardo Teixeira. "Na minha gestão como presidente da CBF, você foi o melhor jogador que passou pela Seleção Brasileira", chegou a dizer o dirigente, que ocupa o cargo desde 1989.

Ao todo, Ronaldo já disputou 104 jogos pela Seleção, com 73 vitórias, 22 empates e nove derrotas. Foram 67 gols marcados, sendo 15 apenas em Copa do Mundo, o que o coloca como o maior artilheiro da história da principal competição do futebol. Também somou títulos, principalmente os da Copa do Mundo de 1994 e 2002.

"A minha história com a Seleção foi uma história maravilhosa do início ao fim. Vitórias, derrotas, muitos gols, alegria, tristeza. Eu que tenho que agradecer", discursou Ronaldo, chegando a comparar a honra e o desafio de jogar pela Seleção com a possibilidade de lutar pelo Exército brasileiro para defender o País numa guerra.

Numa rápida entrevista, Ronaldo também falou sobre a emoção dessa despedida. "Estou me tremendo todo de nervoso, emocionado", admitiu o astro de 34 anos. "Seria um sonho me despedir fazendo gol. Para isso, já comentei com os amigos da Seleção: chegou dentro da área é para cair. E eu ainda tenho que fazer o pênalti, o que não é fácil."

Ainda na tarde desta segunda-feira, Ronaldo participa do treino recreativo da Seleção no Pacaembu. E na terça, durante o amistoso com a Romênia, ele deve entrar em campo a partir dos 30 minutos do primeiro tempo, jogando apenas até o intervalo, quando receberá outra homenagem da CBF pela trajetória vitoriosa com a camisa do Brasil.


Bookmark and Share

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895