Venezuela surpreende e vence Argentina por 3 a 1 no retorno de Messi
capa

Venezuela surpreende e vence Argentina por 3 a 1 no retorno de Messi

Hermanos sofreram com falta de entrosamento e sucumbiram diante do adversário

Por
Correio do Povo

Argentina perdeu amistoso para a Venezuela

publicidade

A Argentina sofreu muito além do imaginado, no retorno de Lionel Messi à camisa 10 da seleção. Jogando em casa, perdeu por 3 a 1 para a Venezuela, em amistoso realizado nesta sexta-feira na Espanha.

O técnico Lionel Scaloni mandou a campo um time cheio de experimentações e sem outros medalhões como Di Maria e Aguero. Além da pressão pelo resultado com Messi em campo, a falta de entrosamento cobrou um preço alto. Apesar de ter mais posse de bola, os argentinos não foram nada efetivos e escaparam por pouco de sofrer uma goleada.

Enquanto isso, a Venezuela de Dudamel foi cirúrgica e abriu o placar logo aos cinco minutos. Rondón recebeu nas costas de Mercado, esperou o quique da bola e estufou as redes com um chutaço, sem chances para Armani.

A Argentina foi para cima, mas levou pouco perigo efetivo à meta venezuelana. Aí, o castigo aconteceu aos 43 minutos. Murillo recebeu na ponta, cortou para o meio e marcou 2 a 0 no canto esquerdo.

Scaloni trocou três peças, com a entrada de Blanco, Matías Suarez e do gremista Walter Kannemann para a segunda etapa. As trocas pareceram dar resultado na arrancada da etapa. Aos 13 minutos, Messi puxou contra-ataque e acionou Lo Celso, que pifou Lautaro na frente do gol. Dali, ele não perdoou e marcou de cavadinha o 1 a 2.

Só que o dia era da Venezuela e, aos 28 minutos, Foyth fez pênalti em Josef Martinez. Ele mesmo correu cheio de estilo para a bola, ainda deu um pulinho que deslocou Armani. Aí, foi só cutucar com a goleira aberta, no canto direito. Três a 1 e conta fechada de forma impressionante na Espanha.