Microsoft abandona plano de ingressar no conselho da OpenAI

Microsoft abandona plano de ingressar no conselho da OpenAI

Aliança das empresas gerou intensa preocupação na UE

AFP

Microsoft abandonou o plano de ocupar um lugar de observadora no conselho da OpenAI

publicidade

A gigante da informática Microsoft abandonou o plano de ocupar um lugar de observadora no conselho da OpenAI (empresa responsável pelo desenvolvimento do ChatGPT), segundo uma carta à qual a AFP teve acesso nesta quarta-feira (10).

"Nos últimos oito meses, testemunhamos um progresso significativo por parte do conselho de administração recém-formado e estamos confiantes na direção da empresa", disse a Microsoft em sua carta à OpenAI. "Não acreditamos mais que nosso papel limitado como observador seja necessário", afirmou a Microsoft no documento.

"A OpenAI continua sendo um dos parceiros mais valiosos da Microsoft e o trabalho que faz pela sociedade e pelos clientes nunca foi tão importante", afirmou a empresa em sua carta. Segundo o documento, a decisão de não ingressar no conselho da OpenAI "tem efeito imediato".

A aliança da Microsoft com a OpenAI, que concluiu investimentos de cerca de 13 bilhões de dólares (70,6 bilhões de reais), gerou intensa preocupação na UE, onde os reguladores lançaram uma investigação sobre os seus possíveis impactos.

A Comissão Europeia - o braço Executivo da UE e seu regulador antimonopólio - concluiu em junho, no final de uma análise preliminar, que o investimento da Microsoft não significava que esta tivesse assumido o controle da OpenAI.

No entanto, as investigações permaneceram focadas na posição da Microsoft como observadora no conselho da OpenAI.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895