Aplicativo pretende melhorar a acessibilidade para deficientes físicos em Farroupilha
capa

Aplicativo pretende melhorar a acessibilidade para deficientes físicos em Farroupilha

Biomob pode ser baixado gratuitamente através do Play Store e Apple Store

Por
Celso Sgorla

A articulação tem como propósito disponibilizar informação sobre acessibilidade no município.

publicidade

A Associação Municipal de Deficientes Físicos de Farroupilha (Amdef) promove, dia 17 de fevereiro, uma reunião visando o desenvolvimento de ação articulada da comunidade para coleta de dados, que permitam uma efetiva inserção local no aplicativo de acessibilidade Biomob e um mapeamento das condições gerais de acessibilidade no município. Com início às 19h30min, no Salão de Atos da Faculdade CNEC de Farroupilha, o evento contará com a presença do diretor da empresa desenvolvedora da plataforma digital, Valmir de Souza.

A presidente da Amdef, Débora Haupt, que é cadeirante, destaca que será mais uma importante ferramenta que facilitará a vida de quem tem alguma deficiência. Ela informa que o Biomob, que pode ser baixado gratuitamente, por meio de lojas de aplicativos como Play Store e Apple Store, é um app que, entre outras funcionalidades, permite a pessoas com deficiência verificarem com antecedência, em seu computador, tablet ou celular, se dado local é dotado das devidas condições de acessibilidade. 

“Saber se em determinado local existem rampas ou banheiro adaptado, por exemplo, é determinante para a pessoa com deficiência decidir se vai ou não sair de casa para ir a algum lugar”, afirma Débora.

A presidente da Amdef, salienta que toda a articulação que está sendo feita tem como grande propósito disponibilizar informação sobre acessibilidade no município para os moradores da cidade e região e também a turistas de todo Brasil. “A ação também incentivará iniciativas positivas para a construção de uma cidade melhor”, diz.