Aumentam os furtos de hidrômetros em Caxias do Sul

Aumentam os furtos de hidrômetros em Caxias do Sul

No primeiro semestre de 2018 foram 144 casos, mesmo número contabilizado em 2017

Celso Sgorla

Os casos devem ser informados ao Semae

publicidade

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Caxias do Sul está enfrentando um aumento significativo de furto de hidrômetros. Somente no primeiro semestre de 2018, foram registrados 144 casos, mesmo número contabilizado durante todo o ano de 2017. Segundo levantamento da Divisão Comercial da autarquia, o registro vem aumentando a cada mês.

Janeiro apontou 14 ocorrências, número mantido até abril. Em maio, foram registrados 36 furtos, em junho, 55, e em julho, 52. A maior incidência foi encontrada nos bairros Jardim América, Centro, Sagrada Família, Pio X e Rio Branco. Uma das justificativas apontadas é o interesse dos ladrões pelo bronze contido no aparelho. “Cabe ressaltar que só existe o furto porque ainda existe quem faça a receptação do produto”, salienta o gerente de negócios do Samae, Luís Fernando Boeira.

Em caso de furto, a população deve informar a autarquia imediatamente pelo plantão 24h pelo número 115. Se o usuário não avisar o Samae, pode ser multado em até R$ 546. O valor para recolocação varia entre R$ 128,05 e R$ 238,32. O Samae recomenda aos usuários que providenciem a adequação do local do hidrômetro, de maneira que o equipamento fique protegido de vândalos. 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895