Bombeiros resgatam tamanduá-mirim em Uruguaiana

Bombeiros resgatam tamanduá-mirim em Uruguaiana

Animal media um metro e foi reconhecido pelo padrão da pelagem que faz com que pareça estar usando um colete preto

Fred Marcovici

Tamanduá está cada vez mais incomum na fauna brasileira, principalmente pelas mudanças ambientais

publicidade

Encontrado em Uruguaiana na quarta-feira, um tamanduá-mirim (tamanduá-colete) foi regasto por soldados do corpo de bombeiros, no entorno das margens do rio Uruguai, bairro Santo Antônio. O animal é um achado insólito e sem registros anteriores em área urbana. Na mesma tarde, o exemplar foi solto na reserva do Parque do Espinilho, a 50 Km do centro, na BR-472, em direção à cidade de Barra do Quarai.

Segundo especialistas, o animal seria fruto de possível descontrole no habitat natural do animal  visto que esta espécie de tamanduá não é típica da Fronteira e sim de ambientes florestais. O animal media um metro e foi reconhecido pelo padrão da pelagem que faz com que pareça estar usando um colete preto. O tamanduá está cada vez mais incomum na fauna brasileira, principalmente pelas mudanças ambientais.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895