Câmara aprova projeto que autoriza compra da vacina contra Covid-19 em São Leopoldo

Câmara aprova projeto que autoriza compra da vacina contra Covid-19 em São Leopoldo

Recurso de R$ 5 milhões reservado para a aquisição das doses será obtido com a venda da folha de pagamento do funcionalismo

Stephany Sander

São Leopoldo recebeu 15 mil materiais que irão auxiliar no enfrentamento da Covid-19

publicidade

A Câmara de Vereadores de São Leopoldo aprovou por unanimidade nesta sexta-feira, em caráter emergencial, o projeto de lei do Executivo que autoriza a compra da vacina contra o novo coronavírus. O recurso de R$ 5 milhões reservado para a aquisição será obtido por meio da venda da folha de pagamento do funcionalismo para a Caixa Econômica Federal. "Trata-se de um recurso excedente que veio dessa venda, que é algo feito periodicamente. O processo de aquisição de imunizantes por parte dos municípios foi permitido pelo Supremo Tribunal Federal e pela Câmara”, explicou o secretário da Saúde Marcel Frison.

A meta da Prefeitura é adquirir 40 mil doses de vacinas aprovadas pela Anvisa e o próximo passo é enviar o projeto para a Granpal e adquirir em quantidade junto com os demais municípios da região metropolitana. Em dezembro do ano passado, o prefeito Ary Vanazzi acompanhou o início da produção da CoronaVac no Instituto Butantan, em São Paulo, onde assinou um protocolo de intenções para a aquisição das doses.

Aliado a esta novidades, a secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, recebeu na manhã desta sexta mais de 15 mil materiais que irão auxiliar no enfrentamento da Covid-19. Os insumos recebidos foram doados pela empresa Klabin, com sede na cidade.

Para secretario da saúde, Marcel Frison, as doações recebidas darão mais segurança e tranquilidade para a realização do trabalho. “É importante poder contar com parceiros que demonstram comprometimento com a população leopoldense e também com os profissionais de saúde, que atuam diariamente na linha de frente. Sabemos o quão difícil está a aquisição de insumos e com as doações recebidas hoje, será possível dar continuidade ao trabalho com mais segurança” afirmou.

Ao todo, os itens recebidos são compostos por luvas, álcool em gel, agulhas para o auxílio na vacinação, seringas descartáveis, algodão fitas micropore. “O recebimento desses materiais, nesse momento se fazem de grande importância pois estávamos sem EPIs devido à grande demanda e isso com certeza vai dar um fôlego para trabalharmos agora. Agradecemos à Klabin pois é sempre importante para nós poder contar com empresas parceiras” afirmou a coordenadora de imunizações Karen Carvalho.

Veja Também


 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895