Campo Bom contabiliza estragos provocados pela chuva

Campo Bom contabiliza estragos provocados pela chuva

Cidade teve deslizamento de terra nas margens do Rio dos Sinos

Stephany Sander

publicidade

A cidade de Campo Bom contabiliza os estragos provocados devido ao grande volume de chuva dos últimos dias. Houve deslizamento de terra nas margens do Rio dos Sinos, causando erosão de aproximadamente 15 metros de extensão em um ponto da Barrinha, na Rua Pio XII, uma das vias que liga a cidade ao bairro de Lomba Grande em Novo Hamburgo. 

Equipes da Secretaria Municipal de Obras, Planejamento e Serviços Urbanos trabalham no local para evitar novos deslizamentos e impedir a aproximação de veículos. “Até o momento, já colocamos uma barreira de 50 metros cúbicos de rachão em cima para evitar que alguém caia no local do deslizamento, pois está próximo ao asfalto, e também para que não trafeguem tão próximo”, explica o secretário municipal de Obras, Uilian Thiesen.

Trânsito

O trânsito também sofreu alterações para evitar maiores acidentes. “No sentido Campo Bom a Novo Hamburgo, a pista está normal, enquanto que no sentido Novo Hamburgo a Campo Bom, o trecho está em meia pista. Para evitar o trânsito muito próximo, sinalizamos com cavaletes e fita de demarcação de obra. Tem que ter um pouco mais de cuidado nesse trecho”, alerta o secretário. Ele afirma que a realização de conserto na área só será possível quando esse período de chuvas passar. 

Além disso, a prefeitura de Campo já se prepara para socorrer famílias desabrigadas caso a água atinja as residências de moradores da Barrinha. “Em caso de necessidade vamos usar o ginásio da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Octacílio Fauth e, como segunda opção, o ginásio da Emef 25 de Julho”, afirma a secretária municipal de Educação e Cultura, Simone Schneider. 

Nível da água

Conforme a Defesa Civil de Campo Bom, o nível da água se encontra em 6,40 metros e, para atingir o nível da rua, precisa chegar a 7,20 metros. “Por enquanto, não há perigo de atingir as casas, só se o nível chegar a cerca de 7,45 metros. O aumento no nível da água deve acontecer entre quinta-feira à tarde e sexta-feira devido à chuva que segue descendo da Serra”, explica. 

Até o momento, uma pessoa foi retirada de sua casa, no bairro Vila Rica, que sofre risco de alagamento, e se instalou na casa de familiares. Em caso de necessidade a Defesa Civil pode ser acionada através do telefone: 99631-4625


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895