Chuvas causam transtornos em Frederico Westphalen
capa

Chuvas causam transtornos em Frederico Westphalen

Corpo de Bombeiros precisou acudir família após forte instabilidade na região

Por
Agostinho Piovesan

Chuvas causaram transtornos na região Noroeste

publicidade

Os 152 milímetros de chuvas – conforme registro do Corpo de Bombeiros – verificados neste sábado em Frederico Westphalen, no Noroeste do Estado, causaram estragos na cidade e interior do município. Na RSC 150, zona urbana do município, dezenas de toneladas de terra, pedras e árvores caíram sobre a pista, exigindo intenso trabalho da Secretaria de Obras, que utilizou uma carregadeira e caçamba na retirada do material.

Segundo o secretário de Obras do município, Valmor Pavan, o trânsito de veículos segue em meia pista no local: “Não foi retirado todo o entulho que caiu de uma encosta e foi feita a sinalização”, disse. Pavan afirma que existe o temor que ocorra novos deslizamentos diante do solo encharcado após as intensas chuvas que caíram durante todo o sábado.

A precipitação provocou forte correnteza na ERS 591, arrastando terra e pedras sobre a pista. “Na zona rural foram registrados danos em pontes e pontilhões e muitas danos nas estradas de chão batido, situação que será melhor avaliada neste domingo”, informou Pavan.

O Corpo de Bombeiros de Frederico Westphalen foi chamado para auxiliar uma família que ficou ilhada na Localidade de Pardinho, depois que o rio Pardo transbordou. No final da tarde a família retornou para sua residência. Os bombeiros também se deslocaram o município de Caiçara, onde no distrito de Ipuaçú famílias tiveram que sair de casa em função de alagamentos.

Região

Em vários outros municípios da região Norte do Estado a chuva causou prejuízos. Em Barra do Rio Azul, o rio que dá nome ao município e que corta a cidade, transbordou, provocando alagamentos em vários locais. Ainda na região, em Goio-Em um poste de energia caiu sobre a pista da RSC 480. Já em Três Arroios o Rio Napoleão transbordou e alagou áreas da Linha Santa Cruz. No início da noite a intensidade da chuva diminuiu.