Chuvas no RS: TJRS se solidariza com prejuízos sofridos por Correio do Povo e Rádio Guaíba

Chuvas no RS: TJRS se solidariza com prejuízos sofridos por Correio do Povo e Rádio Guaíba

Sede dos veículos foi inundada pelas fortes chuvas no Centro Histórico

Correio do Povo

Histórico prédio foi invadido pelas águas

publicidade

O presidente do TJRS (Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul), desembargador Alberto Delgado Neto, prestou solidariedade aos prejuízos sofridos pelo Correio do Povo e também pela Rádio Guaíba devido às fortes chuvas que atingem o Estado. A nota, enviada ao diretor-presidente Marcelo Dantas, destaca que as empresas são “patrimônios do povo gaúcho”.

O documento foi protocolado nesta segunda-feira e também é assinado pelo presidente do Conselho de Comunicação Social do TJRS, desembargador Antonio Vinicius Amaro da Silveira. “Logo em seguida, estarão novamente em pleno e normal funcionamento, continuando as suas nobres missões de bem informar a sociedade, com muita credibilidade e prestação de serviços”, diz trechos.

A sede do Correio do Povo e da Rádio Guaíba, no Centro Histórico de Porto Alegre, foi inundada por conta da tragédia que atinge o estado. O jornal, fundado em 1895, precisou suspender as edições impressas.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895