Começa em Canoas o serviço de recuperação de documentos para as pessoas atingidas pela enchente

Começa em Canoas o serviço de recuperação de documentos para as pessoas atingidas pela enchente

Serviço prevê a confecção da segunda via das certidões de nascimento e casamento e certidão de óbito, a fim de garantir o direito básico de identificação civil

Fernanda Bassôa

Inicialmente serão atendidas as pessoas que estão no alojamento do campus da Ulbra

publicidade

Começou em Canoas uma força-tarefa, coordenada pelo Poder Judiciário em parceria com a Defensoria Pública e o Registro Civil das Pessoas Naturais, para identificação e registro civil das pessoas atingidas pelas enchentes que estão abrigadas nos 84 alojamentos temporários do município. O serviço, que teve início na quarta-feira e foi batizado de “Recomeçar é Preciso!”, funciona das 9h às 17h. Canoas contabiliza mais de 94 mil pessoas fora de casa.

Uma comitiva composta por juízes, servidores, estagiários e defensores públicos farão o levantamento dos dados para confecção da segunda via das certidões de nascimento e casamento e certidão de óbito, a fim de garantir o direito básico de identificação civil.

Nesta primeira fase, com o apoio de professores e alunos da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), serão atendidas as pessoas que estão no alojamento do campus da Ulbra, pois é o local que conta com o maior número de atingidos pela catástrofe natural que assolou o Estado. O alojamento da Ulbra está localizado na Av. Farroupilha, número 8001 - São José, Canoas.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895