Decreto suspende aulas presenciais na rede municipal e estadual em São Leopoldo

Decreto suspende aulas presenciais na rede municipal e estadual em São Leopoldo

Medida vale até o final de 2020

Stephany Sander

Professores, diretores de escolas estaduais, pais e alunos votaram pelo não retorno presencial das escolas públicas do município

publicidade

O decreto que suspende as aulas presenciais e atividades extracurriculares na rede pública municipal e estadual de ensino de São Leopoldo entra em vigor nesta sexta. A medida inclui também as escolas conveniadas e contratadas do município e vale até o final de 2020.

O texto foi assinado pelo prefeito Ary Vanazzi, na tarde desta quinta-feira, como forma de prevenção e enfrentamento à pandemia de Covid-19. A novidade do decreto é a inclusão das escolas estaduais, decisão tomada após reunião do secretário de Educação, Ricardo da Luz, com representantes do 14º Núcleo do Cpers-Sindicato e do comitê de Escolas Estaduais de São Leopoldo, formado por professores, diretores de escolas estaduais, pais e alunos. Ele votaram pelo não retorno presencial das escolas públicas do município.

“Como gestão, entendemos que a pandemia não está encerrada. Ela segue, ainda que de forma controlada. Dito isso, o nosso entendimento é que se liberarmos as escolas estaduais, a circulação de pessoas irá aumentar consideravelmente pela cidade, então, optamos por não abrir nenhuma escola pública”, destacou Ricardo da Luz.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895