Eldorado do Sul tem 30 mil pessoas desalojadas após enchentes

Eldorado do Sul tem 30 mil pessoas desalojadas após enchentes

Prefeitura emitiu um novo boletim atualizando a situação da cidade nesta quarta-feira

Guilherme Sperafico

Trabalhos seguem na cidade para resgatar vítimas e encontrar desaparecidos

publicidade

Após as recentes enchentes que devastaram Eldorado do Sul, a situação continua crítica para milhares de moradores. O último boletim emitido pela Prefeitura revela que cerca de 30 mil pessoas permanecem desalojadas na cidade.

O número reflete a magnitude do desastre, visto que a população local, de acordo com o Censo 2020 do IBGE, é de 41.902 habitantes. Devido às chuvas, além dos desalojados, ao menos 6 pessoas morreram e 26 seguem desaparecidas.

Para fornecer assistência às vítimas, foi instalado um hospital de campanha na avenida das Indústrias, coordenado pelo Major Cabeda, para atender às demandas médicas. Além disso, a Prefeitura disponibilizou um número para auxiliar na busca por familiares desaparecidos, por meio do fone (51) 99960-5138.

Moradores atingidos pelas enchentes e impossibilitados de voltar ao trabalho podem emitir atestados pela internet, em link que esta no site da Prefeitura.

A solidariedade da comunidade também tem sido fundamental, mas a população ainda necessita de doações de cestas básicas, kits de higiene, colchões, cobertores e roupas de cama que serão direcionadas para os necessitados. Os interessados em contribuir podem entregar os donativos para Dinon Logística – Eldorado do Sul, em frente ao Ilhas Park, ou na base da Havan em Guaíba.

Embora algumas áreas como o bairro Padre Josino mantenham o fornecimento de energia elétrica e água, a situação é crítica no restante da cidade e somente o Centro não está completamente alagado. Os bairros Cidade Verde e Chácara são considerados os mais afetados.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895