Enfermeiras são as primeiras serem vacinadas contra a Covid-19 em Santa Maria

Enfermeiras são as primeiras serem vacinadas contra a Covid-19 em Santa Maria

Doses destinadas aos profissionais da saúde foram distribuídas nesta quarta-feira pela manhã

Renato Oliveira

Ato simbólico marcou o início da vacinação com enfermeiras em Santa Maria

publicidade

As enfermeiras Talissa Farias Arruda, 36 anos, e a farmacêutica Catrine de Souza Machado, 30 anos, foram as primeiras pessoas a receber a vacina contra o coronavírus e a carteirinha de vacinação em ato simbólico realizado no Centro de Referência Municipal da Covid-19 de Santa Maria, ainda na tarde de terça-feira. As 4,2 mil vacinas destinadas a 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4ª CRS) estão sendo distribuídas nesta quarta-feira para instituições hospitalares e para idosos em asilos. Neste primeiro lote distribuído pelo ministério da saúde, não há vacinação aberta à população.

“É a concretização de todo um trabalho que estamos fazendo há tempos. É bem emocionante esta iniciativa pela valorização da trajetória de todos os profissionais que seguem atuando na pandemia”, declarou a enfermeira Talissa. "Estamos aqui, sendo vacinadas, para botar abaixo o mito antivacina. Vale a pena esperar para que tudo seja feito de forma segura para todos", disse a farmacêutica Catrine.

Além das duas profissionais que trabalham na linha de frente, no mesmo dia, foram vacinados outros 21 servidores da saúde. Os centros de saúde que receberão as doses nesta quarta-feira são: Hospital Regional, Hospital de Caridade Astrogildo de Azevedo, Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), Hospital da Unimed, Hospital Geral de Santa Maria e Hospital da Brigada Militar.

“Há 10 meses, o Município decretava pandemia. Neste meio tempo, todos fomos aprendendo novas formas de convivência e de sobrevivência à Covid. Só temos a agradecer aos profissionais da saúde por todo o empenho em todos os momentos”, declarou o prefeito em exercício, Rodrigo Decimo.

Ainda na quarta-feira, será feita a separação de doses destinadas aos profissionais dos Pronto-Atendimentos do Patronato e da Tancredo Neves. A previsão é que as vacinas para os idosos que residem em lares institucionais cheguem aos locais na quinta-feira, bem como as destinadas para os indígenas do município. Todas as doses seguirão armazenadas no Setor de Imunizações da Vigilância em Saúde.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895