Faltam medicamentos na Farmácia Básica de Uruguaiana

Faltam medicamentos na Farmácia Básica de Uruguaiana

A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que a população busque as Farmácias Populares

Por
Fred Marcovici

Uma série de medicamentos está em falta desde novembro do ano passado.


publicidade

A Farmácia Básica de Uruguaiana tem registrado a falta de uma série de medicamentos desde novembro de 2019. Entre eles, estão aqueles destinados a diabetes, controle de pressão arterial, colírios, pomadas, antidepressivos e a linha de controlados como Respiridona, Carbolitium e Rivotril, alguns de uso contínuo e indispensáveis. Os cidadãos que encontram prateleiras vazias não poupam queixas ao serviço nos últimos quatro meses. A cozinheira e dona de casa Rosa Gomes lamenta a dificuldade e revela a gravidade que representa a ausência dos medicamentos receitados ao marido. 

A orientação da Secretaria Municipal de Saúde, que admite existir a carência de remédios, principalmente anti-hipertensivos e para diabetes, é de que a população busque as Farmácias Populares. 


Conforme a enfermeira Lilian Stumm, secretária de saúde, “os problemas foram atribuídos ao fechamento do orçamento do ano passado". "Alguns remédios puderam ser comprados apenas na última semana”, disse. “Estamos enfrentando dificuldades na entrega dos medicamentos”, conclui.