Famílias de Caxias do Sul recebem orientações sobre benefícios para retomada da produção

Famílias de Caxias do Sul recebem orientações sobre benefícios para retomada da produção

Localidades do interior estão sendo visitadas pelas equipes da Prefeitura e do SebraeRS

Correio do Povo

Na quarta-feira, a localidade de Vila Cristina recebeu as equipes para tratar da retomada da produção

publicidade

Representantes da Prefeitura de Caxias do Sul e do SebraeRS começaram a visitar agricultores no interior do município para propor ações e realizar o encaminhamento que auxiliará esses produtores na reconstrução dos espaços atingidos pela enchente ocorrida no início desse mês. Na quarta-feira, a localidade de Vila Cristina recebeu as equipes para tratar da retomada da produção.

O diretor da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), Rudimar Menegotto, orientou os produtores sobre os requisitos para que eles recebam os auxílios estadual e federal que serão disponibilizados. O secretário Jorge Catusso explanou sobre a parceria com o Sebrae e sobre a possibilidade de subsídio que eles estão oferecendo ao pequeno empreendedor. “Procuramos a Secretaria da Agricultura para que pudessem nos ajudar a identificar e auxiliar vocês, agricultores, que tiveram prejuízos com a enchente”, afirmou Catusso.

Conforme a analista do SebraeRS, Adriana Martins, a entidade deu início a um plano emergencial para auxiliar o pequeno empreendedor. O Sebraetec Supera oferece consultoria para subsídio de infraestrutura. “O Sebraetec Supera é uma possibilidade de ajudar a quem teve perdas de estrutura nas propriedades, com um subsídio de até R$10 mil. Um consultor vai fazer uma visita e ver o que o local está precisando, além de realizar orçamentos e os devidos encaminhamentos”, completou.

Batista Reis, um dos agricultores que participou da conversa, lamentou a perda de metade dos parreirais e já se cadastrou para solicitar a consultoria do Sebrae. “A estrutura que segurava o parreiral foi embora. Não dá nem para arrumar, porque a barreira levantou mais de dois metros de terra. Preciso refazer toda estrutura”, explicou o produtor. Ainda segundo Adriana, o valor que o Sebrae destinará aos produtores não precisará ser devolvido.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895