Flores da Cunha recebe doações de medicamentos para o projeto da Farmácia Solidária

Flores da Cunha recebe doações de medicamentos para o projeto da Farmácia Solidária

A distribuição deve iniciar no mês de agosto sempre nas quartas-feiras, das 13h30min às 17h

Celso Sgorla

O projeto está coletando os medicamentos em diversos pontos do município

publicidade

A campanha de arrecadação de medicamentos para o projeto da Farmácia Solidária, em Flores da Cunha, segue coletando remédios em diversos pontos da cidade que serão distribuídos para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Os locais onde as doações podem ser realizadas são as Unidades Básicas de Saúde, a prefeitura, o museu e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Posteriormente, as medicações serão distribuídas para a população, na sala da “Farmácia Solidare”, que foi criada ao lado da Comissão Assistencial, no bairro União, na rua D. Pedro I, 3.320.

Conforme o cronograma, o funcionamento do centro de distribuição estava programado para iniciar no dia 22 de julho, mas, devido às restrições do distanciamento controlado, e a bandeira vermelha, os atendimentos foram adiados. Eles devem iniciar no mês de agosto sempre nas quartas-feiras, das 13h30min às 17h.

Conforme a farmacêutica Sara Boscato, diversos medicamentos já foram arrecadados, mas para iniciar a distribuição a expectativa é que a comunidade possa auxiliar com mais uma leva de donativos. “A comunidade quando se deslocar para os postos de saúde, na prefeitura ou para o centro pode aproveitar e entregar os remédios que não estão sendo mais utilizados” destaca Sara.

Além do benefício para a população que necessita de medicamentos, a iniciativa ainda contribui muito para a preservação do meio ambiente. Os remédios não podem ser descartados no lixo comum, então, quando a Farmácia recebe algum medicamento que não pode ser doado, o descarte correto dos materiais é realizado. A farmacêutica destaca ainda que é por isso que, mesmo que o remédio esteja fora do prazo de validade, é importante que ele seja entregue na farmácia Solidare.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895