Furto de cabos deixa 1,1 mil alunos sem aula em Caxias do Sul

Furto de cabos deixa 1,1 mil alunos sem aula em Caxias do Sul

Fios de alta tensão levados alimentam a estrutura da escola técnica Eetcs

Celso Sgorla

Prejuízo estimado com o material furtado é de R$ 2,5 mil

publicidade

Os 1,1 mil alunos dos ensinos médio e profissionalizante da Escola Estadual Técnica Caxias do Sul (Eetcs), no bairro Presidente Vargas, não tiveram aula nesta quinta-feira em função do furto de cabos elétricos durante a madrugada. Os fios de alta tensão furtados alimentam toda a estrutura do colégio e ficam nos fundos do terreno. A ocorrência fez com que as atividades precisassem ser suspensas.

A diretora Elisabete Valmorbida informou que logo ao chegar à escola foi informada por um dos guardas do Hospital Geral de que o local estava sem luz desde as 3h. Ela disse que esta é a segunda vez que a fiação é furtada. A segurança no local havia sido reforçada em função da ocorrência anterior, mas não foi o suficiente para evitar que o material fosse levado novamente. O prejuízo estimado é de R$ 2,5 mil. A professora não garante o retorno das aulas para esta sexta-feira porque é necessário recolocar a fiação e depois ser feito o restabelecimento do fornecimento por parte da concessionária. 

Casos de furtos de cabos de energia têm sido recorrentes em Caxias do Sul. O prédio do Arquivo Histórico, o Centro de Reservação do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto, a Praça do Trem, a Casa de Pedra e o Parque Cinquentenário foram alguns dos alvos.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895