Governo federal deve investir R$ 88 milhões nos aeroportos de Passo Fundo e Santo Ângelo
capa

Governo federal deve investir R$ 88 milhões nos aeroportos de Passo Fundo e Santo Ângelo

Os dois aeródromos receberão obras de melhorias e ampliação

Por
Agostinho Piovesan

Os dois aeródromos receberão obras de melhorias e ampliação

publicidade

Lideranças de Passo Fundo, no Planalto Médio, e de Santo Ângelo, região das Missões, comemoram a garantia, por parte do governo federal, através do Ministério de Infraestrutura, da liberação de R$ 88 milhões a serem aplicados nos aeroportos Lauro Kortz e Sepé Tiaraju, respectivamente. Os dois aeroportos receberão obras de melhorias e ampliação, pleito reivindicado há vários anos.

Em cada aeródromo serão aplicados R$ 44 milhões. Em Passo Fundo, está prevista a construção de um novo terminal de passageiros e de um novo pátio para estacionamento das aeronaves. Também consta no projeto a recuperação da atual pista de pousos e decolagens. As melhorias integram o Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR-RS) – desenvolvido pela Secretaria de Logística e Transportes através do Departamento Aeroportuário (DAP).

No caso do aeroporto de Sepé Tiaraju, de Santo Ângelo, o termo de compromisso visando a realização das obras ainda está em elaboração. A estimativa é que a licitação seja aberta até o início de 2020.

O projeto prevê obras do novo terminal de passageiros e na construção do prédio das equipes de combate a incêndio, além da ampliação e pavimentação da área onde as aeronaves realizam as manobras. A Prefeitura de Santo Ângelo anunciou que está em tratativas para desapropriar uma área de 11 hectares, que irá garantir espaço para as aeronaves realizarem as manobras.

A garantia de recursos para os dois aeroportos foi anunciada pelo secretário de Logística e Transportes do Rio Grande do Sul, Juvir Costella, após encontro em Brasília, na quarta-feira, com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

“Sabemos da importância dessas obras para ampliar a aviação regional no Rio Grande do Sul, por isso estamos dando a garantia de que o montante será liberado com essa finalidade”, disse o ministro durante encontro que teve a presença de outras lideranças gaúchas.

Costella destacou os avanços que as obras trarão para a infraestrutura de transportes do Rio Grande do Sul. “Os investimentos na área da aviação civil vai fortalecer os diversos modais e estamos proporcionando para a população alternativas para encurtar distâncias e favorecer a atração de investimentos ao Estado”, afirmou.