Ministério Público acompanha trabalho do abrigo de animais em São Leopoldo

Ministério Público acompanha trabalho do abrigo de animais em São Leopoldo

Até o momento 1.600 animais já passaram pelo abrigo municipal está instalado no antigo BIG/Carrefour

Correio do Povo

Visita teve como objetivo atualizar situação dos trabalhos de abrigamento

publicidade

O promotor de justiça Ricardo Schinesck, da Promotoria de Justiça Especializada de São Leopoldo, reuniu-se com a secretária interina de Proteção Animal, Thais Calvi Arend, durante visita ao abrigo de animais de gestão municipal localizado na Avenida Imperatriz, n° 45, antigo BIG/Carrefour. O objetivo do encontro foi de atualizar a situação de abrigamento de animais do local, bem como as ações da Sempa diante da tragédia que atingiu 80% do município.

“O abrigo municipal montado no Big está prestando serviço de forma adequada, considerando a situação de calamidade vivenciada. O MP tem trabalhado de maneira dialogada e colaborativa junto ao poder público na gestão das ações voltadas às políticas públicas de amparo aos animais atingidos pela enchente”, destacou o promotor.

A secretária enfatizou a prioridade da gestão municipal é garantir a integridade e bem-estar dos animais, a saúde dos voluntários, a saúde pública, prevenção de zoonoses, melhorias da infraestrutura interna. “O foco deste abrigo não é a lotação, mas sim o bem-estar animal, seguindo sempre a política pública de assistência aos demais abrigos”, ressalta Thais. Apesar de não estar acolhendo mais animais, a população segue tendo acesso a assistência às necessidades de seus pets. Até o momento, cerca de 1.600 animais já passaram pela triagem do abrigo, cujo protocolo de entrada inclui vacina anti-rábica, polivalente e microchipagem.

Além do acordo firmado com o Carrefour, Prefeitura Municipal de São Leopoldo também contratou uma empresa terceirizada para limpeza do abrigo com 25 funcionários divididos em três turnos e contratou uma equipe de seis veterinários em turnos de 12 horas. “Não se pode deixar de destacar o papel fundamental dos voluntários na organização do espaço”, lembrou a secretária.

Acolhimentos

O abrigo municipal acolhe animais resgatados das enchentes por voluntários, além dos 98 cães que estavam albergados na EMEF Irmão Weibert e de 137 animais do abrigo Guarany, localizado no bairro Scharlau. O Guarany recebeu apoio logístico e de insumos desde a abertura, com a cedência de mesas de procedimento do canil municipal, gaiolas de felinos da Sempa, ração, água potável para os voluntários e medicamentos para os animais.

Também participaram do encontro o presidente do Conselho de Proteção Animal Daniel Ferraz Dias, a vereadora Nadir Maria de Jesus (PT), o Procurador Paulo Rohr, demais membros da PGM, do MP, e o Superintendente de Comunicação Valentin Thomaz.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895