Patrulha Agrícola retoma atividades nesta segunda-feira em Uruguaiana
capa

Patrulha Agrícola retoma atividades nesta segunda-feira em Uruguaiana

PA atua para fortalecer a agricultura familiar por meio de projeto de auxílio ao pequeno produtor rural

Por
Fred Marcovici

O projeto já está assegurado para 2020, com recursos orçados em R$ 150 mil

publicidade

A Patrulha Agrícola (PA) em Uruguaiana retoma atividades nesta segunda-feira, a fim de fortalecer a agricultura familiar por meio de projeto de auxílio ao pequeno produtor rural. Atualmente, há 300 produtores cadastrados, todos configurados como agricultores familiares, exigência fundamental para participação. Para se enquadrar no perfil, o trabalhador deve explorar uma área máxima de 100 hectares. A PA desenvolve o serviço de preparação do terreno do agricultor oferecendo maquinário e mão de obra para operá-lo, incentivando e auxiliando no plantio de hortifrutigranjeiros e cultivo de pastagens para engorde de gado de corte e leite.

Segundo estatísticas recentemente divulgadas pela Secretaria de Agricultura, em 2019, foram registradas 215 entradas de requisições do trator para o preparo de terra. Deste número, 210 serviços foram realizados, totalizando área trabalhada de 415 hectares e de 204 produtores beneficiados. Todos os serviços realizados no solo utilizaram a grade aradora globe, grade niveladora, enxada rotativa e semeadeira destinada às pastagens. Nestes casos, foram atendidas diversas produções como hortifruti em geral e pastagens de inverno e verão. As áreas são em localidades do Imbaá, Chácara do Sol, João Arregui, Itapitocaí, São Marcos e Barragem Sanchurí, entre outras.

Na Patrulha Agrícola, criou-se um projeto voltado à citricultura que englobou sete pequenos produtores. Com o propósito de oferecer melhores condições aos agricultores e aumentar a proporção de seus ganhos, o projeto de citricultura apresentou um ciclo de excelência. O início contou com doação de mudas de laranjeiras e atingiu o ciclo perfeito quando os produtos das sete localidades foram comercializados, por meio da Diretoria de Agricultura, diretamente com o atacado local, gerando um total arrecadado de pelo menos R$ 130 mil, destinados exclusivamente aos produtores.

O projeto já está assegurado para 2020, com recursos orçados em R$ 150 mil, a serem aplicados em criatório de mudas de laranjeiras, retroalimentando o ciclo comprovadamente eficaz.