Prefeitura intensifica fiscalização do comércio no centro de Pelotas
capa

Prefeitura intensifica fiscalização do comércio no centro de Pelotas

Estabelecimentos que descumpriram decreto foram lacrados e interditados pelas autoridades

Por
Angelica Chaves Barcellos Silveira

Lojas foram notificadas e obrigadas a fechar as portas


publicidade

Na manhã desta sexta-feira, em torno de 40 empresas que comercializam produtos não essenciais localizadas no Centro de Pelotas foram lacradas pelos fiscais da Prefeitura da cidade. Elas estavam de portas abertas ao público descumprindo as determinações de decreto de distanciamento controlado impostos pela bandeira vermelha e dos decretos municipais. 

As empresas foram fechadas e receberam o lacre de interdição. A ação de fiscalização foi coordenada pela Prefeitura e contou com o apoio da Brigada Militar e da Guarda Municipal. O secretário municipal de Gestão e Mobilidade Urbana, Jacques Reydams destaca que os objetivos são impedir aglomerações e reduzir a propagação da Covid-19. “Começamos a apertar a fiscalização. Demos tempo para as pessoas se adequarem e entenderem o decreto”, destaca.

Até quinta-feira as equipes realizaram uma fiscalização educativa, explicando para os comerciantes o que pode e o que não é permitido. “Fiscalizamos restaurantes que estavam funcionando enquanto que o que foi liberado é somente tele-entrega, sem a entrada de consumidor no local”, exemplificou. Ele conta que o município ainda está resolvendo como será a desinterdição dos locais. “Quem foi pego com cliente no estabelecimento terá mais  dificuldade e faremos isto somente a partir de segunda-feira os outros estamos liberando para trabalhar já neste sábado”, relata.


O secretário acredita que a quantidade de descumprimentos ocorreu por vários fatores. “Um dos grandes problemas é a interpretação de uma conjuntura de leis, mas também em alguns casos há falta de sensibilidade e em outros a necessidade manter o negócio funcionando para cumprir os compromissos financeiros do mês. Eu acredito com a ação desta sexta-feira, as pessoas já começaram a respeitar mais os decretos. A bandeira deve se manter vermelha, logo na próxima semana seguiremos o mesmo protocolo de restrições de funcionamento”, conclui.