Rodoviária de São Leopoldo passará a contar com um agente fixo da Guarda Civil

Rodoviária de São Leopoldo passará a contar com um agente fixo da Guarda Civil

Local recebe mais de 3 mil pessoas diariamente e tem registrado aumento dos índices de assaltos

Stephany Sander

Local recebe mais de 3 mil pessoas diariamente e tem registrado aumento dos índices de assaltos

publicidade

A partir desta quinta-feira, a Rodoviária de São Leopoldo passará a contar com um agente fixo da Guarda Civil Municipal. Recebendo mais de 3 mil pessoas diariamente, o local tem registrado aumento nos índices de assaltos e furtos desde o mês de maio.

De acordo com comerciantes do local, que conta com lancherias, e lojas de artigos diversos, além dos guichês para venda das passagens, a insegurança aumentou depois que o vigilante contratado pela Associação de Lojistas da Rodoviária deixou de prestar os serviços por falta de pagamento. Sem a presença da Brigada Militar, que não utiliza o posto policial que existe no terminal há mais de dois anos, por falta de efetivo, os crimes têm sido diários.

“Quando a gente observa que a pessoa vem de fora, até alertamos sobre cuidados com bolsas e aparelhos telefônicos, por que os assaltos aqui não tem hora”, afirma o taxista Rafael André Medeiros, que prefere não dar o nome, mas trabalha há mais de 15 anos no ponto.

Conforme ele as mulheres, e os idosos são os mais visados pelos assaltantes. "Geralmente é um só, mas no domingo a noite um grupinho de três adolescentes vieram assaltar. Logo acionei a polícia", complementa o Medeiros.

Como forma de trazer mais segurança ao terminal, a Guarda Civil Municipal vai passar a ter um agente fixo, a partir do dia 21 deste mês, das 7h30min às 18h30min, de segunda a sábado. “Já a noite as rondas serão realizara através de nossas equipes em viaturas, em todas as imediações”, diz o diretor da instituição, Wagner Pires. Responsável pelo terminal, a Prefeitura de São Leopoldo está desenvolvendo projetos para aproveitar melhor o espaço até o fim do ano.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895