Sapucaia do Sul adota medidas mais restritivas para o comércio aos finais de semana

Sapucaia do Sul adota medidas mais restritivas para o comércio aos finais de semana

Decreto que prevê funcionamento apenas dos serviços essenciais nestes dias vai até 13 de julho

Por
Fernanda Bassôa

Medidas valem até 13 de julho


publicidade

Diante do crescente número de contaminados pela Covid-19 em Sapucaia do Sul e do anúncio de prorrogação das medidas mais restritivas, feita pelo prefeito de Sapucaia do sul, Dr. Luis Rogério Link, os próximos dois finais de semana serão de comércio fechado e serviços não essenciais inoperantes no município.

Academias, salões de beleza e igrejas não abrirão nem aos sábados e domingos. No novo decreto, reeditado pelo prefeito, restaurantes, padarias, cafeterias e lancherias, somente podem atender nos sistemas de tele-entrega, pegue e leve e ou drive-thru, não sendo permitido consumir alimentos nos locais. É proibida a realização de missas e cultos. Também não é permitido frequentar praças e parques, nem promover festas, eventos e atividades esportivas que resultem em aglomeração de pessoas.

As medidas valem para os finais de semana, até 13 de julho. Ainda assim, de segunda a sexta-feira, os estabelecimentos comerciais não essenciais de Sapucaia do Sul estão autorizados a funcionar por meio de comércio eletrônico ou tele-entrega, e contar com até 25% dos trabalhadores de forma presencial.


Outra medida que consta no decreto é autorização do serviço de Banho e Tosa apenas com tele-busca. A medida segue orientações do Governo do Estado. Nessa quinta-feira, a cidade contabilizava 371 casos registrados, 271 recuperados e 12 óbitos.