Transporte metropolitano em Guaíba opera com baldeação após as 21 horas devido à baixa demanda

Transporte metropolitano em Guaíba opera com baldeação após as 21 horas devido à baixa demanda

Metroplan informa que não há desatendimento à população e a operação de baldeação está sendo feita em local coberto até o bairro Santa Rita

Fernanda Bassôa

Sistema de baldeação de passageiros ocorre em dois horários, às 22h10 e 22h35

publicidade

Devido à baixa demanda de passageiros que saem de Porto Alegre com destino à cidade de Guaíba, após as 21 horas, o transporte metropolitano está operando com sistema de baldeação. De acordo com informações fornecidas pela Diretoria de Transportes Metropolitanos da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), os horários dos itinerários que estão na tabela hoje, até às 21 horas, levam os moradores direto para o bairro Santa Rita. Os carros fazem o itinerário normal. A operação de baldeação, que ocorre com o auxílio de um micro-ônibus, acontece com os usuários de apenas duas linhas que saem mais tarde de Porto Alegre, às 22h10 e 22h35.

Segundo a Metroplan, estes carros saem de Porto Alegre (linha Florida), vão até o viaduto, em Guaíba, e quando chegam lá tem um micro-ônibus parado esperando os passageiros, que seguem para o bairro Santa Rita. Isso ocorre porque, no momento, nestes horários há pouca demanda de passageiros. O tempo que o micro-ônibus leva para sair do viaduto ir até o bairro e voltar para o viaduto é de 8 a 10 minutos.

A Metroplan informa que não há desatendimento à população e a operação de baldeação está sendo feita em local coberto. Não há abandono de usuários, pois todos estão sendo atendidos. A Diretoria de Transportes Metropolitanos informou ainda que tão logo aumente a demanda de usuários neste horário noturno, a empresa deverá colocar à disposição um veículo grande que vai direto para o interior do bairro.

Com relação ao transporte coletivo municipal, a secretaria de Mobilidade Urbana de Guaíba, informou que a empresa responsável pelo serviço na cidade está trabalhando com 100% dos horários. Entretanto, durante 20 dias logo após a inundação, o transporte operou com horário reduzido, mas todos os bairros foram atendidos neste período. O transporte opera normalmente há duas semanas, inclusive com o retorno da demanda usual.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895