Uruguaiana arrecada caixas de leite para expansão de programa

Uruguaiana arrecada caixas de leite para expansão de programa

Apenados integram-se ao projeto Caixas de Leite – Tapa Frestas no município

Fred Marcovici

publicidade

Uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social de Uruguaiana (Sedes), juntamente com o Centro de Referência em Assistência Social – CRAS II, no bairro Bela Vista, desenvolve o Projeto Caixas de Leite – Tapa Frestas, inspirado no programa Brasil sem Frestas. O projeto municipal consiste na utilização de caixas de leite para vedar as aberturas de casas da comunidade em desvantagem social, promovendo o isolamento térmico das moradias. As famílias contempladas passam por uma avaliação e são encaminhadas pelas assistentes sociais. Inicialmente, o projeto contemplava apenas os moradores do bairro Bela Vista e com o tempo o trabalho está sendo expandido para todos os bairros da cidade.

Atualmente, três pessoas integram o projeto, o coordenador Juliano Paz e as artesãs Angélica Moura e Kelly da Silva. Com o crescimento da demanda, o setor terá reforço nas atividades. Quatro apenados do regime semiaberto, por meio de convênio entre e prefeitura e a SUSEPE, estarão atuando na produção do material.

“A ressocialização dos apenados também é um dos objetivos do projeto, fator importante para as famílias e para a sociedade”, destacou a secretária de Desenvolvimento Social, Soraya Salomão.

Com a expansão do programa, estão sendo destinadas máquinas para a confecção dos tapa-frestas e das esteiras sustentáveis. As esteiras sustentáveis também são confeccionadas a partir de caixas de leite higienizadas.

Conforme o coordenador Juliano, para que seja dada maior abrangência ao projeto, o setor necessita da doação de caixas de leite. “Hoje temos um número limitado de caixas e precisamos da ajuda da comunidade para alcançar o maior número de pessoas”, disse. As doações de caixas de leite devem ser enviadas ao CRAS mais próximo ou à Secretaria de Desenvolvimento Social.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895