BRDE terá programa exclusivo de crédito para mulheres empreendedoras

BRDE terá programa exclusivo de crédito para mulheres empreendedoras

Objetivo é apoiar empresas que tenham presença feminina no comando a gerarem renda e empregos na região Sul

publicidade

Com foco no estímulo ao empreendedorismo feminino e para contribuir com o desenvolvimento econômico e social na região Sul do país, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) irá disponibilizar um programa de crédito exclusivo para empresas lideradas por mulheres. O anúncio do BRDE Empreendedoras do Sul ocorreu nesta segunda-feira, durante atividade organizada pelo banco para marcar o Dia Internacional da Mulher. 

Durante a semana estão programadas palestras diárias abordando temas da atualidade com impacto nas questões de gênero. “Será um programa com condições atrativas e por meio de uma análise de crédito simplificada para que as mulheres empreendedoras tenham do BRDE o efetivo apoio para suas empresas, quer sejam elas grandes, médias e pequenas”, antecipou a diretora-presidente do banco, Leany Lemos. O financiamento será destinado para aquelas empresas que tenham mulheres como donas ou sócias detendo no mínimo 50% do capital social.

Os últimos detalhes do programa serão definidos em reunião de diretoria do BRDE nesta terça-feira, possibilitando o lançamento do novo produto já nos próximos dias. A ideia é disponibilizar financiamento para apoiar investimentos fixos a serem realizados na região Sul e capital de giro para empresas sediadas nos três estados de atuação do banco: Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Semana da Mulher

Dentro das comemorações do Dia Internacional da Mulher, o BRDE organizou um ciclo de palestras, com transmissões diárias a partir das 14h pelo canal do Youtube. Nesta terça-feira, a convidada é a vice-presidente executiva do Banco Santander Brasil, Patricia Audi. Ela é responsável pelas áreas de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do banco, mas vem de uma longa experiência no setor público.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895