Dólar bate recorde e fecha em R$ 5,52 pela primeira vez na história

Dólar bate recorde e fecha em R$ 5,52 pela primeira vez na história

Salto de 2,19% da moeda norte-americana acontece com temores diante da possibilidade de nova redução da taxa básica de juros

R7

Moeda renovou o maior valor nominal desde a criação do Plano Real, em 1994

publicidade

O dólar voltou a avançar em relação ao real nesta quinta-feira e fechou o dia com valorização de 2,19%. Com a movimentação, a moeda norte-americana passou a ser vendida por R$ 5,528 e renovou o maior valor nominal desde a criação do Plano Real, em 1994.

O salto do dólar ante o real aconteceu mesmo após o Banco Central realizar vender toda a oferta oferecida em leilão de swap tradicional de até 10 mil contratos com vencimento em agosto de 2020 e janeiro de 2021.

A possibilidade de redução da taxa Selic as mínimas históricas afeta rendimentos atrelados aos juros básicos no Brasil é uma das preocupações do mercado neste momento, já que um novo corte torna o país menos interessante para investidores estrangeiros, o que tende a afetar o mercado de câmbio.

Nesta quinta-feira, o real continuou pressionado no início da manhã, "contrariando os mercados, que estavam mais tranquilos, com o petróleo subindo e as coisas ficando menos distorcidas em termos de preço", disse Serrano, o que levou à intervenção do Banco Central, que ajudou a segurar a disparada do dólar.

Na última sessão, a moeda norte-americana spot fechou em alta de 1,89%, a R$ 5,4094 na venda, recorde histórico para encerramento.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895