Eletrobras lança plano de demissão para 1.681 funcionários
capa

Eletrobras lança plano de demissão para 1.681 funcionários

Com adesão até dia 14 de novembro, medida representará economia de R$ 510 milhões ao ano

Por
Agência Brasil

Este é o segundo PDC lançado este ano pela empresa

publicidade

A Eletrobras anunciou nesta sexta-feira, o lançamento de um Plano de Demissão Consensual (PDC), com a meta de desligar 1.681 colaboradores de todas as empresas do sistema: CGTEE, Chesf, Eletronuclear, Eletronorte, Amazonas GT, Eletrosul e Furnas, além da própria holding. De acordo com a companhia, o plano representará economia de R$ 510 milhões ao ano. O PDC foi aprovado pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) e faz parte do Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG) para o período de 2019 a 2023.

Segundo a Eletrobras, a adesão dos empregados ocorrerá até o dia 14 de novembro. Os desligamentos serão em turma única no dia 13 de dezembro deste ano. Podem aderir ao PDC empregados aposentados ou em condições de aposentadoria pela Previdência até 31 de dezembro de 2019, anistiados, empregados em função de secretária(o) ou de nível fundamental e lotados em unidades operacionais desativadas ou em automação.

Este é o segundo PDC lançado este ano. Sua validade é para o exercício de 2019. A Eletrobras permitirá a troca da assistência à saúde por dinheiro, mediante quatro opções de pacotes para escolha do empregado. Há ainda possibilidade de desistência do PDC, após a adesão, até 15 dias antes do desligamento, informou a Eletrobras.