Governo do Amazonas confirma entreposto de Manaus em São Borja

Governo do Amazonas confirma entreposto de Manaus em São Borja

São previstos serviços de instalação e armazenagem de mercadorias de estabelecimentos industriais da Zona Franca

Correio do Povo

Anúncio ocorreu durante reunião com representantes da Câmara, despachantes aduaneiros e entidades

publicidade

O Prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto, informou nesta segunda-feira, 27, a instalação na cidade de um entreposto da Zona Franca de Manaus. Conforme ata de declaração divulgada pelo governo do Amazonas, a vencedora do processo de licitação foi a empresa Ponta Negra Logística. Durante reunião com representantes da Câmara de Vereadores, despachantes aduaneiros e entidades representativas, Bonotto confirmou a informação. “É um marco para o desenvolvimento sendo concretizado. Representa mais desenvolvimento, geração de emprego, renda e oportunidades. São empresas que terão serviços vinculados à nossa Plataforma Logística”, afirmou.

O documento divulgado pelo governo do Amazonas prevê, pelo prazo de 120 meses, a contratação de empresa especializada para a prestação de serviços públicos de instalação e armazenagem de mercadorias oriundas de estabelecimentos industriais localizados na zona franca de Manaus. A Ponta Negra Logística, que já tem projetos de outros investimentos em São Borja, será responsável pela atuação no local, com objetivo de escoamento da produção industrial da Zona Franca, otimizando a logística e reduzindo custo de transporte. A expectativa é, também, atrair empresas de diversos setores.

“O encaminhamento agora é para que o quanto antes seja assinado o contrato e dado início às obras, que tem como previsão a construção de um armazém de dois hectares em 90 dias. A Zona Franca de Manaus vem para fomentar e valorizar ainda mais os potenciais logísticos e de negócios do nosso município", concluiu.


Azeite gaúcho é destaque global

Agroindústria de Viamão recebe no Japão título de melhor blend, entre outros prêmios

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895