Governo do RS anuncia antecipação do 13º salário para servidores

Governo do RS anuncia antecipação do 13º salário para servidores

Primeira parcela será paga em 31 de outubro, e segunda será quitada em 30 de novembro

Correio do Povo

A antecipação foi divulgada durante coletiva à imprensa realizada no Palácio Piratini, com a presença do secretário da Fazenda Leonardo Busatto.

publicidade

O governador Ranolfo Vieira Jr. anunciou, nesta segunda-feira, a antecipação do 13º salário para os servidores estaduais. A primeira parcela será paga ainda neste mês, no dia 31. No dia 30 de novembro, o benefício será quitado - 20 dias antes do prazo legal. A antecipação foi divulgada durante coletiva à imprensa realizada no Palácio Piratini, com a presença do secretário da Fazenda Leonardo Busatto. 

É o segundo ano consecutivo em que o pagamento ocorre sem atrasos. A gratificação natalina começará a ser paga no mês do servidor público, cujo dia é celebrado em 28 de outubro. A previsão é que as duas parcelas injetem R$ 1,5 bilhão na economia do Estado. No ano passado, a primeira parte do 13º foi creditada em 29 de novembro e o restante do valor, em 20 de dezembro.

O governador destacou a importância de, neste mês do servidor, reconhecer o trabalho e o empenho de todos que se dedicam ao serviço público estadual. “Só quem vivenciou os prejuízos causados pelas dificuldades históricas do Estado compreende o valor desse momento que é elementar, mas ao mesmo tempo tão importante para a vida pública gaúcha e para a normalidade financeira que um Estado precisa ter, sem gastos adicionais para o Tesouro, o que trazia mais desequilíbrio entre receitas e despesas”, disse Ranolfo, em pronunciamento oficial aos servidores. 

O secretário da Fazenda, Leonardo Busatto, tratou sobre o ajuste fiscal que permitiu que os pagamentos ao funcionalismo voltassem a ocorrer dentro do prazo. O Estado chegou a atrasar salários durante 57 meses. “Assim como o pagamento em dia da folha, que vem ocorrendo desde novembro de 2020, a quitação do 13º é resultado da reestruturação das finanças do Estado. Este é mais um dos pagamentos regularizados no Estado, como aos hospitais, compras de medicamentos, fornecedores, aluguéis e repasses para municípios. Pelo volume, a folha do 13º representa um grande desafio de gestão de fluxo de caixa para o Tesouro do Estado”, acrescentou. 


Se você é um empreendedor atingido pelas cheias, saiba como recomeçar

Sebrae RS apurou que 600 mil micro e pequenas empresas foram afetadas diretamente em todo o Estado

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895