Levantamento aponta média de R$ 70 no preço do botijão de gás em Porto Alegre

Levantamento aponta média de R$ 70 no preço do botijão de gás em Porto Alegre

Redução de 10% no valor foi anunciada pela Petrobras no final de março

Eduardo Amaral

Botijão de 13 quilos está sendo vendido a média de R$ 70 sem tele-entrega em Porto Alegre

publicidade

A decisão da Petrobras de reduzir em 10% o valor do gás de cozinha já é sentida nas lojas de abastecimento de Porto Alegre. A medida foi adotada a partir do dia 31 de março, baixando o preço nas refinarias da estatal, com o botijão de 13 quilos sendo vendido na média de R$ 21,85.

Na última pesquisa, realizada em janeiro pelo Procon de Porto Alegre, a média do botijão de 13 quilos era de R$ 79 sem tele-entrega. A tendência de baixa do preço já era uma realidade, pois na comparação com o mês anterior, o valor era de R$ 0,33 a menos. Na manhã desta quarta-feira, a reportagem do Correio do Povo circulou por três regiões da cidade: Sul, Norte e Leste, e verificou o botijão de 13 quilos, o mais comum entre as famílias, sendo vendido a média de R$ 70 sem tele-entrega.

Proprietário de uma revendedora, Nelton Giovanni, diz que já conseguiu repassar o valor mais baixo aos clientes. “A gente baixou R$ 1. Estávamos em março vendendo a R$ 72 e agora quem retira paga R$ 71.” De acordo com ele, o desabastecimento também não é uma preocupação no momento, embora o consumo siga parecido ao de antes das medidas de isolamento por conta do novo coronavírus.

Em regiões mais afastadas do Centro da cidade, era possível encontrar valores ainda mais baixos, chegando a R$ 66,9 no bairro Restinga, extremo Sul de Porto Alegre. O Procon da Capital também não teve registro de práticas de preços abusivos. O cenário era o mesmo, até sexta-feira, no Procon estadual, que também não teve qualquer reclamação por sobre preço do gás.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895