Lula se esquiva de perguntas sobre indicações ao BC

Lula se esquiva de perguntas sobre indicações ao BC

"Eu tenho que indicar muita gente esse ano", justificou o presidente falando sobre por que prefere não tratar do assunto neste momento

AE

publicidade

Com a expectativa de anúncio dos novos indicados ao Banco Central em breve, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, esquivou-se de perguntas relacionadas ao tema durante café com jornalistas no período da manhã desta sexta-feira, 27. Segundo Lula, neste ano ele tem que indicar "muita gente" e os nomes serão anunciados quando tiverem que ser.

O aval ainda depende de conversas com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

"Na primeira oportunidade que tiver que indicar alguém eu vou. As coisas vão acontecer no momento que tiver que acontecer, eu tenho que indicar muita gente neste ano, não sei se vocês estão acompanhando", disse o presidente da República. "Eu tenho que indicar muita gente esse ano. Eu tenho que indicar mais alguns ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), quatro pessoas do Cade, procurador-geral da República ou procuradora, ministro ou ministra da Suprema Corte. Tudo isso.", afirmou.

Lula deu as declarações em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. Além do presidente, participaram os ministros Paulo Pimenta (Secom) e Alexandre Padilha (Relações Institucionais). Também esteve no encontro a primeira-dama, Janja Lula da Silva.


Empresa familiar do RS ganha título de vinícola do ano

Vita Eterna de Pinto Bandeira usa processo artesanal para produzir

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895